João Natalicio
João Natalicio

Jornal de Notícias

MISSÃO DIFÍCIL

* Quem acompanha as redes sociais e busca ouvir grandes comentaristas (historiadores e cientistas políticos) através de sites famosos, fica assustado e temeroso com o futuro do Brasil. Apesar de concordar que as redes sociais divulgam muitas notícias falsas e o fakenews é o seu principal instrumento, convém destacar que há muitas verdades e acontecimentos irrefutáveis apresentados por conceituados comentaristas. É só saber separar o certo do errado.

* Semana passada, por exemplo, um médico famoso da cidade me enviou o conteúdo de uma matéria levantada por um grande comentarista, através de um site especial, contando tudo a respeito da existência de vários esquemas de corrupção envolvendo poderosos partidos, começando pelo PT de Lula e passando pelo MDB de Michel Temer – Gedel Vieira Lima, PSDB do senador José Serra e do mineiro Aécio Neves, o PSD de Kassab e de outras grandes lideranças políticas e econômicas deste país. É tudo de arrepiar e de assustar qualquer cidadão de bem dessa Pátria Amada Brasil.

* Por tudo isso é que o povo brasileiro que tanto sonha por um Brasil livre de corrupção e de quadrilhas organizadas explorando o país, já está colocando dúvidas que apesar da sua coragem, determinação e franqueza, o presidente Jair Messias Bolsonaro não poderá consertar o seu “Brasil acima de tudo” neste mandato. A não ser que fatos importantes aconteçam, Bolsonaro deverá necessitar de uns dois ou três mandatos para mudar o Brasil que tanto amamos e não queremos que o pior aconteça.

REABERTURA

* Ninguém sabe o motivo por que o Governo paraguaio está de marcação com o Brasil e principalmente com a população de Ponta Porã. Inicialmente foi permitida a reabertura da fronteira desde que os brasileiros só pudessem permanecer no máximo 24 horas em território guarani. Depois mudou de ideia: só abriria a fronteira Pedro Juan Caballero/Ponta Porã se a “Ponta da Amizade” em Foz do Iguaçu/Ciudad Del Este fosse também reaberta para a entrada de turistas brasileiros para fazer compras no Paraguai.

* No mesmo instante, o presidente Jair Bolsonaro que não come nada enrolado decidiu: a Ponte da Amizade sobre o Rio Paraná será reaberta imediatamente para os turistas brasileiros invadirem o Paraguai com a devida orientação: o risco do covid-19 será todo dos visitantes e não dos moradores do “país irmão”. Mesma recomendação vale aqui para a nossa fronteira que também já está com as portas abertas para receber os visitantes “despacito no más”. Essa pandemia do coronavírus está ensinando muita gente a saber mexer o doce.

TRÂNSITO

* E já que estamos comentando sobre a nossa fronteira, vamos destacando a questão do trânsito na área central de Ponta Porã. Mesmo sem a presença da maioria dos acadêmicos de Medicina matriculados em universidades de Pedro Juan Caballero que retornaram para seus Estados por causa do coronavírus, a movimentação de veículos motorizados e motos nas ruas e avenidas da Princesinha dos Ervais não está legal. Com o detalhe incômodo de que as autoridades do trânsito do município e do Estado estão implantando a indústria da multa em Ponta Porã.

* Pelo que se observa os Guardas e Soldados de trânsito do Município e do Estado estão multando sem dó nem piedade, mas não fazem nada com os carros com placas do Paraguai e de outras cidades brasileiras que estacionam em frente das agências bancárias nas vagas destinadas aos idosos, Polícia Militar e deficientes físicos. E as motos paraguaias normalmente irregulares que também deitam e rolam no trânsito de Ponta Porã e não acontece nada.

ELEIÇÕES

* Muitos candidatos vão cair do cavalo. Principalmente aqueles que só estão confiando nas redes sociais para se eleger. Seria interessante que todos soubessem que até hoje somente um candidato se elegeu no Brasil comandando a campanha eleitoral através das redes sociais: o glorioso Jair Bolsonaro. Um fato inédito em razão das necessidades políticas do momento e o apelo nacional por mudanças. De resto a campanha eleitoral segue tudo como antigamente com raras exceções. Tem candidatos por aí querendo imitar Bolsonaro e poderá dar com os burros n’água.

J. N. Oliveira

[email protected]

Comentários