João Natalicio
João Natalicio

CERTO OU ERRADO?

* Com a crise que o Brasil está enfrentando com o aumento e queda desse terrível coronavírus criando um verdadeiro ambiente de incertezas, acho que o presidente Bolsonaro está agindo certo em não decretar um lockdown nacional como querem os outros poderes e grande parte dos governadores. “Se eu fizer isso – diz ele – eu vou parar o Brasil, aumentando o desemprego, a falência de centenas de empresas e comprometendo a economia do país”. Por outro lado, o “capitão-general” está criando um misto de otimismo e teimosia no povo brasileiro ao aconselhar que “nós devemos nos acostumar com esse vírus que deverá permanecer muito tempo entre nós”.

* Na verdade esse discurso de Bolsonaro agradou e desagradou muita gente. Mesmo neste momento de aumento de infectados e mortes por conta desse indesejável covid-19, a decretação de um lockdown nacional poderia ser um desastre para a conduta da população e a economia do país. Por outro lado, é público e notório que alguma medida extrema deve ser tomada com urgência para acalmar o ânimo e as incertezas do povo brasileiro que enfrenta uma epidemia impiedosa, ao mesmo tempo que estamos a caminho de uma crise institucional que pode arrastar o Brasil para o pior que poderia acontecer.

DIA DO JORNALISTA

* Vamos esquecer tudo aquilo de ruim que possa acontecer ao nosso rico país e lembrar somente numa data especial para todos os profissionais da comunicação: 7 de abril – Dia do Jornalista. A Izolina e eu ficamos muito felizes e vivendo um dia de gratidão pelo grande número de mensagens que recebemos de amigos aqui da fronteira e de longe enviadas por pessoas que conhecem a nossa luta em busca da informação e manutenção com coragem e dedicação em diferentes órgãos de imprensa.

* No meu caso, são mais de 60 anos de profissão, não só escrevendo e opinando a respeito de fatos e acontecimentos do momento como também formando novos profissionais da imprensa, hoje em destaque no mundo da informação. A todos eles eu tenho dado o mesmo conselho: tudo o que sei em matéria de jornalismo não foi só nos bancos da faculdade, mas também – e muito mais – na prática e experiência adquiridas no campo de batalha através das páginas dos grandes e pequenos jornais em que exerci a profissão de jornalista sempre com dedicação, coragem e lisura na informação. Deu trabalho mas valeu a pena. Detalhe: ao longo da minha jornada como profissional da imprensa, sempre coloquei meu Deus em primeiro lugar.

2022

* As eleições de 2022 estão caminhando para um confronto entre políticos de diferentes partidos e de velhas e novas gerações. Nem vamos nos deter numa possível disputa entre Bolsonaro e Lula na eleição para a Presidência da República. Particularmente eu acho que essa batalha de gigantes não deve ocorrer, simplesmente porque o líder petista ainda continua ficha suja, mas com o Supremo Tribunal Federal em sua defesa tudo pode acontecer. Quem duvida?

* Por outro lado, aqui em Mato Grosso do Sul vários confrontos eleitorais estão se armando e tudo indica que a disputa será ferrenha para o Governo do Estado e Senado da República, envolvendo nomes como Nelsinho Trad, Tereza Cristina, Simone Tebet, Rose Modesto, Soraya Thronicke, Eduardo Riedel e outros. Mas o pega que não está difícil de ocorrer será entre os ex-governadores Zeca do PT e André Puccinelli (MDB) com o apoio do Brunoí, naturalmente. Detalhe: os petistas estão admitindo que o Zeca somente será candidato ao Governo do Estado, com o apoio do Leonelson, claro, se o glorioso Lula sair candidato a presidente da República. Nesse caso será bola na rede!

SEM OFENSAS

* Perguntar não ofende, então vamos perguntando: o glorioso Marcelino Nunes (PDT), vice-rei da Vila Áurea e competente Secretário de Trânsito e Segurança Pública tem carta branca para meter o bico em tudo aqui no município? Saúde, Turismo, Ação Social, Legislativo é com ele mesmo… Então Marcelino, por favor, Vossa Excelência que recebeu grande força do Partido Colorado na sua eleição para vereador, intervenha no abuso praticado pelos motoqueiros paraguaios no trânsito de Ponta Porã. As reclamações estão demais e eles nem tomam conhecimento e nem são multados pelos valentes guardinhas municipais que, pelo jeito, só usam caneta para punir os carros e motos com placas do Brasil. Dê uma olhada nisso, secretário!

* Com relação aos comentários de que o secretário de segurança mete o bico em tudo na Prefeitura, mesmo em assuntos que não são da sua área, eu estou com o Marcelino em tentar resolver os problemas que os titulares das pastas não resolvem. Nota dez para ele. Acredito que o prefeito Helinho deve estar gostando desse procedimento, mesmo sabendo que “dois bicudos não se adoram”…

J. N. Oliveira

[email protected]

Comentários