17.7 C
Ponta Porã
domingo, 21 de abril, 2024
InícioBrasil & MundoNunes elogia abertura de processo contra Enel por apagões em SP

Nunes elogia abertura de processo contra Enel por apagões em SP

Ricardo Nunes teme polarização entre MBL e Boulos em SP
[email protected] (IG)

Ricardo Nunes teme polarização entre MBL e Boulos em SP

O prefeito de São Paulo (SP), Ricardo Nunes (MDB), elogiou a abertura de um processo administrativo contra a Enel, concessionária fornecedora de energia da cidade.

A medida foi anunciada pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), nesta segunda-feira (1º) . Apenar do elogio à ação, Nunes criticou a demora para que isso acontecesse.

“É uma medida acertada, porém demorada, mas que vem e que chegou no momento do governo federal entender toda a problemática e todo o sofrimento das pessoas que são clientes da Enel, em especial na cidade de São Paulo”, disse o prefeito na manhã desta segunda, durante inauguração de novo Armazém Solidário na zona norte paulistana.

Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Clique aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp


Entenda o contexto do processo

Silveira anunciou que o processo será conduzido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e irá investigar se a concessionária está cumprindo as obrigações previstas em contrato.

“O caminho deve ser esse mesmo e é perceptível que a Enel não tem condições de tocar esse processo e falta investimento”, disse Nunes.

O prefeito também disse ter ouvido, em uma reunião com o Sindicato dos Eletricitários, que se não houver investimentos a cidade enfrentará um “colapso” no setor de energia elétrica até três anos.


Histórico de problemas

A Enel tem sido responsabilizada por diversos problemas de abastecimento de energia na capital. Em novembro de 2023, diversas partes da cidade ficaram sem energia por dias.

No começo de março , 35 mil pessoas ficaram sem luz no centro da cidade, impactando o funcionamento de estabelecimentos emblemáticos como as lojas da 25 de Março . Alguns moradores relataram ter ficado 9 dias sem a normalização do serviço.

Em fevereiro, a Aneel multou a concessionária em R$ 165,8 milhões por causa dos problemas no abastecimento de luz. A Enel já havia sido condenada a pagar mais de R$ 100 milhões por problemas que aconteceram em 2019 e 2021.

Fonte: Nacional