21.7 C
Ponta Porã
quinta-feira, 23 de maio, 2024
InícioPolíciaPonta Porã: Anezio Rosa de Andrade foi empossado para comandar Polícia Federal

Ponta Porã: Anezio Rosa de Andrade foi empossado para comandar Polícia Federal

O delegado assume com a missão de cuidar da construção da nova sede da corporação em Ponta Porã.

O delegado Anezio Rosa de Andrade assumiu nesta quinta-feira (9) a chefia da Delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã. A cidade sul-mato-grossense divide com a vizinha Pedro Juan Caballero.

Formado em direito e administração e pós graduado em direito constitucional e administrativo, Anezio Rosa de Andrade tem 32 anos e ingressou na Polícia Federal em 2022. Antes, foi delegado da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul de 2018 a 2022 e atuou em Dourados, Laguna Carapã e Caarapó.

Anezio Rosa de Andrade foi empossado pelo superintendente da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, Aguinaldo Mendonça Alves. O prefeito de Ponta Porã Eduardo Campos (PSDB) e o diretor do DPI (Departamento de Polícia do Interior), delegado Lupersio Degerone Lucio, acompanharam o ato, no Centro Internacional de Convenções.

“Pela magnitude da nossa circunscrição, que abarca dez municípios, os desafios são grandes. São mais de 500 km de fronteira seca com o Paraguai, numa localização geográfica importante para o crime organizado na América Latina”, afirmou Anezio Rosa.

Segundo ele, o desafio é manter o trabalho desenvolvido pela PF em Ponta Porã e ampliar a cooperação com outras instituições para combater a criminalidade transnacional, principalmente tráfico de drogas e lavagem de capitais.

Além de comandar a PF na faixa de fronteira, o delegado assume com a missão de cuidar da construção da nova sede da corporação em Ponta Porã. Orçada em R$ 24 milhões, a obra já foi licitada e está na fase de prazo para assinatura da ordem de serviço.

“Doutor Anezio tem muita experiência, foi delegado da Polícia Civil, conhece bem a região de fronteira e assume uma das delegacias mais importantes de toda a estrutura da Polícia Federal, com grande volume de operações especiais e investigações. Delegacia operacional, com muito trabalho”, afirmou o superintendente da PF, Aguinaldo Mendonça Alves. (Colaborou Fabiane Dorta).

Fonte: Campograndenes