Foto – Divulgação

A terceira edição do Festival de Inovação Cultura e Arte, realizado pela Prefeitura de Ponta Porã com organização da Fundação de Cultura e Esporte-FUNCESPP e apoio do Governo de Mato Grosso do Sul e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul,  ocorrido de 12 a 14 de novembro no Parque dos Ervais consolidou o chamado Turismo de Eventos na fronteira.

 Com retorno gradativo das atividades em virtude da vacinação em massa no Mato Grosso do Sul, após um longo período de distanciamento social provocado pela Pandemia da COVID-19 que atingiu todo planeta, o feriado prolongado da Proclamação da República confirmou o anseio da população em retornar as atividades normais.

Ponta Porã cidade que faz fronteira com Paraguai, que alcançou a significativa marca de 90% da população imunizada, tendo no Turismo de Compras seu principal atrativo, foi palco de vários eventos neste período  que movimentou o setor de entretenimento atraindo muita gente para  Princesinha dos Ervais.

O FICA confirmou a necessidade de Ponta Porã efetivar um evento voltado para toda população, com shows de artistas locais e de todo estado, em meio a uma estrutura que possibilita uma extensa programação reunindo as potencialidades dos setores produtivos aliados ao setor de  inovação, com entretenimento, lazer e troca de experiência entre os setores.

“Em sua terceira edição o FICA  conseguiu apresentar as suas principais características, oferecendo um evento de qualidade, com excelente estrutura, possibilitando impulsionar o turismo de eventos buscando alinhar  arte e cultura com setor produtivo, possibilitando shows de qualidade com artistas locais e do nosso estado” disse Eder Rubens diretor de Cultura, ressaltando que “aos poucos vamos fortalecendo o evento, inserindo parceiros e fazendo entender o objetivo do projeto cultural”.

Durante os três dias o público que compareceu no Parque dos Ervais presenciou shows das bandas Seredipiá (Pedro Juan Caballero), Vinil Blue, Nice Tip e Linhas Tortas (Ponta Porã), The Rockfeller, Filho dos Livres, Haiwanna e Muchileiros (Campo Grande).

O evento contou ainda com Feira de Artesanato, Festival de Cerveja Artesanal, Curso de Cerveja Artesanal e  Roda de Conhecimento no segmento da Economia Criativa.

Comentários