Treinamento sobre intubação
Treinamento sobre intubação

Hospital gerenciado pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES)

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã (MS), referência para casos de Covid-19, promoveu na última quinta-feira (02/07) capacitação sobre técnica e manejo na intubação orotraqueal em sistema fechado – a prática auxilia no tratamento dos pacientes que apresentam a forma mais grave da Covid-19. Unidade é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul.

“O aprimoramento constante da saúde ofertada aos sul-matogrossenses é uma meta estabelecida pelo governo do Estado. Entendemos que os munícipes merecem acesso a atendimento de excelência em todas as unidades do SUS, Sistema Único de Saúde. Desta forma descentralizamos e colocamos serviços de qualidade cada vez mais próximos dos cidadãos, ou seja, nos municípios em que eles vivem”, salienta o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.


“Abordamos as maneiras de realizar suporte avançado de vida, permeabilização de vias áreas, tipos de vias, ventilação mecânica no paciente Covid-19 e protocolos de sedoanalgesia no paciente que necessita de sequência rápida de intubação, e em ventilação e assistência de enfermagem à parada cardiorrespiratória. Esses treinamentos fazem parte dos protocolos institucionais de atendimento na pandemia”, explicou o coordenador de enfermagem da UTI, Cássio Humberto Rocha.


Mensalmente são realizados treinamentos para atualização de técnicas de pacientes Covid-19. O diretor-técnico, Antônio Martinussi, ressalta a importância do treinamento de técnicas de intubação. “Observamos que vários pacientes com Covid-19 evoluem para a forma pulmonar mais grave da doença, quando isso ocorre é necessário o procedimento de intubação com técnicas específicas que exigem mais cuidado da equipe. Por isso, nossos profissionais são frequentemente treinados para realizar com precisão esses procedimentos”, afirmou.


Referência – O hospital é referência para casos de Covid-19 e conta com 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A unidade adequou setor próprio para pacientes com sintomas respiratórios. Dentro dessa área há equipe específica com roupas e materiais de proteção individual, sala de estabilização respiratória com monitores e respiradores.


A unidade também criou um comitê de crise com o intuito de atualizar a equipe multidisciplinar, conduzir estratégias e protocolos para otimizar o atendimento e conter a disseminação do vírus. O comitê é presidido pelo médico infectologista Pablo Custódio, e conta com médicos e enfermeiros que realizam capacitações.

Comentários