Centro de Convenções de Ponta Porã - Foto: Tião Prado - Pontaporainforma

Aconteceu na tarde dessa sexta-feira, dia 26, no Centro de Convenções em Ponta Porã, uma reunião para falar sobre a situação de agravamento do Covid-19 em Ponta Porã. De acordo com o Comitê Gestor do Programa de Saúde e Segurança da Economia (PROSSEGUIR), que classifica os municípios de acordo com o grau de risco de infecção pelo novo coronavírus, a cidade está na Bandeira Vermelha que é alto grau de contaminação.

Decreto do governador Reinaldo Azambuja publicado no Diário Oficial do Estado (DOE-MS) desta sexta-feira (26) prorroga o toque de recolher em Mato Grosso do Sul por mais 15 dias. Dessa forma, a restrição de circulação de pessoas segue até o dia 12 de março.

Na reunião estavam presentes representantes do comércio, policiais e vereadores, alem de profissionais da Saúde, Vigilância e do hospital regional da cidade.

Em Ponta Porã, totaliza-se 12.464 notificações, das quais 4326 positivos, 83 óbitos, 240 em isolamento, em isolamento aguardando resultado tem 369 pessoas e internados um total de 23 pontaporanenses, dos quais, 15 estão na UTI.

Os profissionais lembraram que a UTI e Clínica Respiratoria estão com mais de 100% de ocupação.

No desenrolar da reunião, os comerciantes pediram uma maior fiscalização por parte do município, nos locais em que as normas do Decreto não são cumpridas em resposta, os representantes da saúde solicitaram um maior empenho por parte dos comerciantes na conscientização das pessoas acerca do uso de máscara, distanciamento e uso de álcool em gel.

A informação é que será publicado um novo decreto pela prefeitura de Ponta Porã, devido o aumento no número de casos na cidade e o fato do hospital estar lotado. O diretor do Hospital Regional, Demetrius do Lago Pareja, lembrou que se hoje, algéum precisar de uma vaga, não tem, e isso é extremamente preocupante.

Comentários