Fãs questionam apresentações após morte de 500 mil pessoas no país por Covid-19 e cantor explica que medidas para shows.

O Brasil atingiu a marca de 500 mil mortos por Covid-19, mas mesmo assim o cantor Thiaguinho anunciou sua agenda de shows para o próximo mês no Rio de Janeiro. Logo, as pessoas criticaram as atitudes do cantor e ele usou o Instagram nesta quarta-feira (23) para fazer um pronunciamento a respeito.

Nas redes sociais, Thiaguinho explicou as medidas de segurança adotadas para os shows da turnê Infinito após receber críticas ao anunciar as apresentações.

“Vocês já sabem que em tudo que fazemos, sempre nos preocupamos e pensamos na segurança do público. Com a turnê Infinito não podia ser diferente. Desde o início, a capacidade foi reduzida de 4.500 pessoas, para 930. Isso garante um distanciamento seguro entre as mesas, que fixamos a compra a um único CPF”, afirmou ele em um post sobre os shows nos dias 2, 3 e 4 de julho no Vivo Rio, no centro carioca.

Ele ressaltou que será exigido uso de máscaras. “Mesmo assim, o uso de máscaras é obrigatório. Espero todos vocês lá! A segurança está sempre em primeiro lugar!”, explicou o cantor, que já tinha dito que os shows seriam com capacidade de lotação da casa reduzida e ingressos limitados.

“Poxa, Thiaguinho, ainda não é o momento!!!! Olha a situação do país. A maior recomendação segue sendo isolamento quando possível. Show tá longe de ser essencial, diante do quadro”, apontou um internauta. “Thiago, pelo amor de Deus ainda semana passada batemos mais de meio milhão de mortos”, disse outra seguidora do cantor.

Thiaguinho se pronuncia após receber críticas por fazer show durante a pandemia
Comentários