4.3 C
Ponta Porã
quinta-feira, 19 de maio, 2022
InícioEloir VieiraArtigo: A Igreja e a Grande Tribulação

Artigo: A Igreja e a Grande Tribulação

“Porque, naqueles dias, haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação, que Deus criou, até agora, nem jamais haverá” (Mc 13.19).

A igreja passará pela Grande Tribulação? O que dizem as profecias e as revelações da Palavra de Deus? Vamos analisar os textos bíblicos para chegarmos a uma conclusão. A Grande Tribulação será um período de três anos e meio de absoluta aflição, perseguição de um governo ditador mundial extremamente cruel; o anticristo, que se opõe a tudo e a todos que adoram ao Deus Altíssimo Criador, Todo Poderoso!

Será o tempo da ira de Deus sobre os filhos da desobediência: “Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça” (Rm 1.18). São juízos de Deus, derramado sobre a terra aos que ficarem, que não forem arrebatados porque desprezaram a salvação pela graça. Eles não se importaram de ter conhecimento de Deus e comunhão com seu evangelho; foram entregues aos desejos do seu coração perverso, digno de morte os são (Rm 1.28-32).

A igreja será arrebatada, para dar lugar ao anticristo. Ele é “o príncipe que há de vir” (Dn 9.26). O anticristo governará o mundo por sete anos literais. Fará um acordo de paz por sete anos com muitos países, incluindo Israel. Os primeiros três anos e meio, serão de enganação, com soluções nas finanças, na política e na religião. Mas na metade dos sete anos, romperá o acordo e trará Grande Tribulação: “E ele firmará um concerto com muitos por uma semana; e, na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador” (Dn 9.27). (Semana de anos).

Ao final dessa aflição, aparecerão grandes sinais no céu e na terra nunca vistos antes pelo homem. E o mundo em trevas, será iluminado de repente, com a glória do Senhor: “E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potencias dos céus serão abaladas. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mt 24.29,30).

A igreja espera ser arrebatada antes da manifestação do anticristo; pois, ele se revelará quando o mundo estiver em total apostasia; período em que não haverá mais fé na terra; e enquanto a igreja estiver no mundo, pregando o evangelho, orando, intercedendo, expulsando demônios, estará tendo fé e ação do Espírito Santo (2ªTs 2.3,6-10).

Jesus mandou a igreja vigiar, pois, ninguém sabe o dia nem a hora da sua vinda. O arrebatamento livrará a igreja da ira de Deus: “E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura” (1ªTs 1.10); “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra” (Ap 3.10).

Por: Eloir Vieira

MAIS LIDAS