Arrebatamento
Arrebatamento

Por: Eloir Vieira

“Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra” (Lc 21.36).

Os efeitos do arrebatamento da igreja na terra serão catastróficos! Todos os cristãos motoristas e pilotos, ao serem arrebatados, deixarão seus veículos e aeronaves desgovernados, causando acidentes de proporção mundial, simultaneamente. Porque o arrebatamento acontecerá tão repentino e inesperado, que não dará tempo para fazer absolutamente nada! Será num piscar de olhos: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1ªCo 15.52).   

As pessoas que ficarem feridas, serão socorridas pelos profissionais de saúde, policiais, bombeiros e demais pessoas que ficarem na terra! Os mortos serão removidos, velados e sepultados. Depois disso, a vida na terra seguirá seu curso, porém, sem a intercessão da igreja. As instituições religiosas ficarão vazias, restando apenas as pessoas que não estavam preparadas, prontas para serem arrebatadas. Estas enfrentarão o juízo de Deus.

A partir do arrebatamento da igreja, Satanás governará o mundo livremente durante sete anos por meio do anticristo e do falso profeta. É o Espírito Santo que está impedindo o anticristo de se manifestar. Assim que Deus afastar o seu Espírito com a igreja, ele se manifestará: “E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado; e, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda” (2ªTs 2.6-8).

A maioria dos cristãos acredita que esse “um” seja o Espírito Santo; quem mais poderia ser? Quem tem poder para deter Satanás? Entretanto, tirando o Espírito Santo, tira-se também a igreja, a noiva de Cristo, visto que é a igreja que ora, que intercede, que expulsa demônios pelo poder do Espírito Santo (Mt 10.1; Mc 16.17; Lc 9.1). A igreja é o sal da terra, a luz do mundo (Mt 5.13,14). As portas do inferno não prevalecerão contra a igreja (Mt 16.18). Nos filhos de Deus, o maligno não toca (1ªJo 5.18).

O período do anticristo será um tempo de angústia, de terror, tal e qual nunca houve na terra. Porém, a igreja, a noiva de Cristo, já não estará mais aqui. (Lc 21.25-36; 1ªTs 5.9,10: Ap 3.10; Jo 14.1-3; Hb 9.28; 1ªTs 4.16,17; 1ªCo 15.51-53; Ap. Cap. 4). Quando Jesus vier, eliminará esse líder apenas com um assopro: “E, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda” (2ªTs 2.6-8). A salvação é de graça, mas quem quer ser salvo, precisa se arrepender e entregar sua vida a Jesus, crendo com o coração e confessando com a boca!

Comentários