source
Bolsonaristas amenizam o tom nas redes após a prisão de Daniel Silveira
Reprodução: iG Minas Gerais

Bolsonaristas amenizam o tom nas redes após a prisão de Daniel Silveira

Após a prisão do deputado federal  Daniel Silveira (PSL-RJ) por ameaçar o Supremos Tribunal Federal (STF), o clã bolsonarista passou a adotar um tom mais ” moderado ” em suas críticas. Junto à mudança de comportamento, um  padrão se destaca: a retirada de vídeos e publicações antigas do ar que citavam a Suprema Corte . As informações são do jornal O Globo .

Através da análise de dados da empresas Novelo Data e Projeto 7c0, que atuam colhendo informações sobre a remoção de conteúdo no YouTube e Twitter , respectivamente, pode-se notar que os parlamentares Otoni de Paula (PSC-RJ) e Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) retiraram do ar algumas publicações em suas redes sociais.

A Novelo Data monitorou 183 canais bolsonaristas no YouTube e observou este padrão de comportamento. Cerca de 30 dias antes da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), havia uma média de 11 vídeos sobre o STF sendo retirados do ar. Após a prisão do parlamentar, esse número saltou para 26 vídeos por dia.


Já no Twitter, o Projeto 7c0 monitora um total de 574 contas de políticos com cargos públicos. Uma semana antes da prisão de Daniel, apenas nove conteúdos em que o STF era mencionado haviam sido deletados . Assim que Silveira foi detido, o número subiu para 50 .

Comentários