HRMS é unidade de referência para Covid19 Foto: Edemir Rodrigues | Governo do Estado
HRMS é unidade de referência para Covid19 Foto: Edemir Rodrigues | Governo do Estado

Dos 83 leitos UTI disponíveis na unidade, 70 são ocupados por pacientes, em sua maioria, em estado crítico

O HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) atinge 84,3% de leitos ocupados por Covid-19 e entra em situação crítica. Os dados são referentes ao último boletim divulgado pelo hospital, neste domingo (05).

Informações extraoficiais levantadas pela reportagem do Jornal Midiamax dão conta de que foram realizadas mais de 17 intubações em menos de 24 horas no hospital.

O risco de não haver mais leitos disponíveis nos próximos dias é grande, dos 83 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com respiradores, 70 estão ocupados com pacientes, em sua maioria, em estado crítico. Apenas 13 estão liberados.

O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, afirmou, durante divulgação do novo boletim da Covid-19, que o HRMS entra em alerta. Ainda conforme Resende, haverá reunião na tarde desta segunda-feira (06) com dirigentes do Hospital do Câncer Alfredo Abrão e que a expectativa é de que sejam liberados 18 novos leitos – não foi informado se são em UTI.

Também o Governo está estudando parceria com a Santa Casa e outros hospitais privados para aumentara oferta de leitos UTI públicos.

Conforme o boletim, 211 pacientes foram internados no hospital com suspeita de Covid-19, sendo que 67 estão internados. Desses, 36 ocupam leitos de UTI, 29 estão na enfermaria e outros 2 são considerados recuperados, mas permanecem sob internação.

Fim de semana crítico

Somente de sábado para domingo, houve aumento de 28,5% de pacientes internados em UTI no Hospital Regional. O número que era de 28 no sábado, saltou para 36 no dia seguinte. Também subiu, consideravelmente, o número de casos suspeitos nas unidades de internação. Nas 24 horas do fim de semana, foram 10 novos casos. O boletim indica, ainda, que existem 10 casos suspeitos já na UTI.

Comentários