Pasta pede que quem recebe ofertas, denuncie.

Com a perspectiva do início da vacinação contra a covid-19 nas próximas semanas, o Ministério da Saúde toma conhecimento de conhecimento de golpes pelo celular utilizando este processo como pretexto para os cidadãos.

Sobre o tema, a pasta divulgou nota alertando para essas iniciativas e reiterando que não faz agendamento de vacinação, não solicita dados das pessoas nem envia quaisquer tipos de códigos para usuários do sistema de saúde.

Se alguém receber ligações ou mensagens pelo celular com esta promessa e solicitar dados pessoais ou informações, a orientação do Ministério da Saúde é que uma pessoa não forneça qualquer dado e denuncie a autoridades competentes.

O Ministério da Saúde destaca que o Sistema Único de Saúde é universal e gratuito. Não há condições prévias para a vacinação, que será realizada nos postos de saúde e pontos utilizados em campanhas de imunização.

Em outra nota divulgada nesta semana, o Ministério esclareceu que não há obrigação de cadastro prévio, seja no posto de saúde ou sem acesso ao aplicativo Conecte o SUS Cidadão. A pessoa que por ser vacinada pode ser identificada e cadastrada na hora. O app facilita a identificação no momento de tomar a vacina.

Fonte: Agência Brasil

Comentários