28 C
Ponta Porã
quarta-feira, 28 de fevereiro, 2024
InícioRegiãoCampo GrandeEm 24 horas, 2 presos do mesmo pavilhão morrem na Gameleira

Em 24 horas, 2 presos do mesmo pavilhão morrem na Gameleira

No meio de seus pertences, a perícia encontrou 17 tipos de remédios

Em menos de 24 horas, dois presos morreram no pavilhão C, do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, localizado na área rural de Campo Grande. A última vítima é um homem de 41 anos. Ele passou mal na cela e acabou morrendo no início da noite desta sexta-feira (9), no saguão da recepção da unidade. No meio de seus pertences, a perícia encontrou 17 tipos de remédios.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem dividia a cela 64, do pavilhão C, com mais três presos. Foram eles que perceberam que a vítima estava passando mal e chamaram os policiais penais.

Os policiais tiraram a vítima da cela, levaram para o saguão da recepção e acionaram o Corpo de Bombeiros. Quando a equipe chegou, o homem já estava morto.

A Polícia Civil esteve na Gameleira e foi informada que a vítima retornou ao presídio por volta das 17h20, quando o jantar já havia sido distribuído, e que a alimentação dos internos que saem para trabalhar é feita fora da unidade penal.

No momento em que o chefe do pavilhão fez o confere nas celas, não houve nenhuma reclamação por parte da vítima. Os companheiros de cela do homem relataram que antes da chegada dos bombeiros, o interno estava babando e com a cabeça roxa.

No local, possui uma enfermaria, mas no momento estava fechada, sendo assim, não foi possível acessar a ficha de saúde da vítima. Na cela em que ele ficava, a perícia encontrou 17 tipos de medicamentos. Segundo os policiais penais, todos os remédios são entregues com aprovação da enfermeira da unidade.

Foi solicitado o exame necroscópico ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e a coleta de material biológico para análise toxicológica.

O caso foi registrado como morte a esclarecer na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol.

Outro caso – Na quinta-feira (8), Outro preso de 49 anos, morreu na cela 88 do mesmo pavilhão do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira. A vítima estava presa por tráfico de drogas. A perícia encontrou sinais de overdose e o caso foi registrado como “morte a esclarecer”.

Colegas de cela acionaram os policiais penais, que o colocaram em uma cadeira de rodas para buscar ajuda, onde ele morreu.

Acionado, o Corpo de Bombeiros informou sobre a necessidade do acionamento da Polícia Civil, porque havia espuma saindo pelo nariz da vítima. Os policiais penais informaram que o homem fazia uso de uma “bombinha” para tratamento de asma.

De acordo com o perito, a vítima apresentava salivação excessiva, o que pode sugerir intoxicação (possível overdose). O caso foi registrado como “morte a esclarecer”, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol.

Fonte: Campograndenews