20 C
Ponta Porã
terça-feira, 24 de maio, 2022
InícioPolíciaEm Amambai, população se une e oferece 50 mil reais de recompensa...

Em Amambai, população se une e oferece 50 mil reais de recompensa por informações dos criminosos de pai e filho

Já passaram mais de 50 horas desde o momento do duplo homicídio em Amambai.

De acordo com as informações passadas por populares e amigos dos pecuaristas Olenir Nunes da Silva,  o ‘ Nego Silva’ e seu filho Antônio Alexandre Nunes da Silva, o crime que ceifou  a vida de pai e filho aconteceu por volta das 7 ou 8 horas da manhã de sexta-feira (14/01) e mais de 50 horas do brutal crime ocorrido na propriedade que fica na região do Chorro, estrada que liga Amambai a Juti, até agora os dois assassinos ainda não foram encontrados.

A reportagem do site Pontaporainforma e Amambainforma entrou em contato com o presidente do Sindicato Rural de Amambai Rodrigo Lorenzetti, e ele reiterou a declaração que foi dada ao Jornal Agazetanews.

Segundo a declaração de Rodrigo Lorenzetti, uma recompensa na ordem de R$ 50 mil está sendo oferecida para quem fornecer informações concretas sobre a identidade e o paradeiro da dupla autora do duplo assassinato, mas ao contrário do que foi divulgado por alguns veículos de imprensa, a iniciativa não é da instituição Sindicato Rural de Amambai, conforme afirmado pela direção da entidade ruralista, mas é um ato de iniciativa popular realizado por produtores rurais e membros da sociedade amambaiense.

Em Amambai, população se une e oferece 50 mil reais de recompensa por informações dos criminosos de pai e filho
Presidente do Sindicato Rural Rodrigo Lorenzetti – Foto: Vilson Nascimento Agazetanews

Completando a sua fala a reportagem dos sites Pontaporainforma e Amambainforma, Rodrigo disse : “O que fizeram na fazenda foi um ato de muita crueldade e sem precedentes, covardia , algo inexplicável, mas estamos dando todo apoio a polícia, não podemos deixar passar em branco uma coisa dessas , tem que pegar os criminosos até para dar tranquilidade aos moradores e produtores de toda região” completou.

No inicio da tarde deste domingo (16), o jornalista Tião Prado ouviu, por telefone, o Secretário de Estado e Segurança Dr. Antonio Carlos Videira que disse que as buscas continuam a todo vapor, mas os policiais estão encontrando dificuldades devido a área de mata ser muito grande e fechada, mas que todo serviço de inteligência da Policia Militar e Policia Civil do Estado estão trabalhando no sentido de encontrar os criminosos.

Pessoas que estiveram no local informaram que os dois bandidos podem ser indígenas. A redação do Pontaporainforma e Amambainforma  fez  questionamento a respeito ao Secretário, momento em que  informou que essa hipóteses não está descartada pelas características físicas mencionadas pelas vitimas sobreviventes.

Em Amambai, população se une e oferece 50 mil reais de recompensa por informações dos criminosos de pai e filho
Secretário de Segurança Dr. Antônio Carlos Videira

A reportagem recebeu  informação, ainda no velório das vitimas, que os produtores e comerciantes da cidade iriam fazer uma reunião para  arrecadar um dinheiro para ser oferecido como recompensa por informações que possam levar a prisão dos dois assassinos. O secretário disse que toda colaboração em um momento deste é bem vindo, sobretudo aquelas que fomentam as denúncias.

Foi tentado contato com o comandante do DOF ten. Cel Wagner da Silva, mas a informação recebida é que o policial está junto com a sua equipe na região de Amambai dando apoio nas buscas pelos criminosos.

O delegado Regional Clemir Vieira Júnior informou a reportagem que esta acompanhando a situação de Amambai com bastante atenção e cobrando ações positivas do delegado de Policia da cidade, Dr. Ulisses Nei de Brito, que esta comandando as investigações na região.

Em contato com o  Dr. Ulisses Nei de Brito, delegado de Policia que esta no comando das investigações foi encaminhada nota informando que foi coletado vários vestígios no local dos crimes, que foi encontrado objetos que os suspeitos tentaram subtrair da casa, também  foram coletadas amostras de DNA e fragmentos de impressões digitais no local.

“Estou no comando da polícia civil. Há também outras forças de segurança dando apoio nas buscas, caso do  Bope, Choque, Polícia Militar, Defron, DOF e policiais Civis”,  informou  o Dr. Ulisses.

O delegado disse que o  ponto principal é nos matagais, nos arredores das fazendas, onde as forças estão mais concentradas. Mas há buscas em outros locais também.

O delegado fez questão de pedir apoio a toda população da região. “Aguardamos também auxílio da população para que possamos levar a identificação dos autores e consequentemente a prisão dos mesmos”, completou o Dr. Ulisses.

A vereadora Cida Farias do DEM também se manifestou com relação ao brutal crime ocorrido contra a família Silva e disse que todos os vereadores de Amambai entraram em contato com os deputados estaduais que apóiam pedindo que esses deputados reforcem o pedido junto as forças de segurança para que esses marginais sejam identificados e presos.

Em Amambai, população se une e oferece 50 mil reais de recompensa por informações dos criminosos de pai e filho
Prefeito Dr. Bandeira.

O prefeito de Amambai, Edinaldo Bandeira, que está em viagem, mandou um áudio a redação dos site Pontaporainforma e Amambainforma onde se manifestou quanto ao ocorrido.

“Esses crimes chocaram a sociedade amambaiense tendo em vista que eram pessoas queridas e de famílias tradicionais da cidade e esses crimes nos deixa bastante apreensivo com relação a segurança, principalmente no campo.  Amambai não é uma cidade violenta, embora em que pese esteja na faixa de fronteira, não é divisa seca, como é caso de Ponta Porã e Coronel Sapucaia e não somos acostumados com essa violência e isso deixou toda a comunidade muito apreensiva”, disse o prefeito Dr. Bandeira.

“Nós temos nos empenhados junto ao governado do Estado através do governador Reinaldo Azambuja para manter as equipes atuando com firmeza na região onde ocorreu os crimes para esclarecer os fatos, prendendo esses criminosos. Nós estamos vivendo um sentimento de comoção e ao mesmo tempo de preocupação em relação a questão de segurança e vamos fazer tudo para esclarecer os crimes e que a justiça seja feita o mais breve possível”, disse Bandeira.

Uma coisa é certa a população está anciosa para ver esses dois criminosos presos, saber o porque de tanta brutalidade no momento do crime, pois com as pessoas que a reportagem do pontaporainforma conversou no velório, o clima era de muita tristeza e revolta, as pessoas não conseguem entender o porque de tanta violencia com as duas vitímas.

Em Amambai, população se une e oferece 50 mil reais de recompensa por informações dos criminosos de pai e filho

Tião Prado

MAIS LIDAS