Foto: Divulgação / Facebook

Polícia localizou 17 cápsulas de calibre 9 milímetros no local onde crime aconteceu

Antes de matar a esposa, identificada como Eliane Ferreira Siolim, de 34 anos, Alexandro Aguilera Cantallupi atirou pelo menos 16 vezes antes de se matar com tiro na cabeça. Na casa onde o crime aconteceu, em um sítio no distrito de Nova Itamarati, em Ponta Porã,  a polícia localizou 17 cápsulas de calibre 9 milímetros.

As vítimas foram encontradas na varanda da casa dos fundos do sítio. No corpo de Eliane, a perícia identificou várias marcas de tiros e existe a suspeita de que o braço direito da vítima tenha sido quebrado. Ao lado da cabeça de Alexandro estava a arma, ainda carregada com uma munição e um carregador reserva municiado.

A polícia foi informada sobre o crime por volta das 20h30 deste domingo (24), depois de vizinhos localizarem os corpos no assentamento. Policiais encontraram o local ensanguentado e as vítimas já sem vida.

O casal tinha uma filha de 4 anos que havia ido para casa de parentes horas antes.

O foi registrado como morte a esclarecer na 1ª Delegacia de Polícia Civil da cidade como morte a esclarecer e está sob investigação.

CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Comentários