10/06/2015 10h

Familiares da ex-mulher perseguiram e mataram homem a facadas

Midiamax

O auxiliar de serviços gerais Agnaldo João Schellenberg, de 47 anos, foi morto na noite da terça-feira (9), na Favela Cidade de Deus, em Campo Grande. De acordo com a Polícia Civil, ele teria ameaçado a ex-mulher e os familiares dela ficaram revoltados. Eles perseguiram a vítima com facas e foices.

O homicídio aconteceu por volta das 21h40. A Polícia Militar foi acionada e no local foi informada de que a vítima teria procurado a ex-mulher com a intenção de reconciliação. Diante da negativa, ele teria ameaçado a ex-companheira, dizendo que colocaria fogo no barraco dela.

Houve revolta dos moradores e familiares da vítima, que perseguiram Agnaldo. Ele foi atingido por uma facada, correu e caiu em uma cerca de arame. A ex-mulher e várias pessoas chegaram em seguida e o homem foi atingido com vários chutes e socos.

Segundo a perícia, a vítima foi atingida na costela, no peito, cabeça e nas costas. Um golpe profundo, possivelmente nas costas causou a morte. Na casa onde ele morava foi apreendida uma porção de maconha, possivelmente de usuário. Também foi apreendida uma faca no local.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Ex-marido que ameaçava mulher é linchado por moradores na Cidade de Deus

Comentários