O dilema sobre o melhor período para realização do alongamento é antigo, mas as conclusões recentes têm levado a uma resposta: nem antes, nem depois e sim em um treino separado, somente de alongamento. Quem explica é o professor do Sesc Camillo Boni, Carlos Kokubum.

“Essa é uma questão que vem sendo muito discutida nos últimos anos. Não há evidências de que o alongamento evite lesões ou melhore a performance. Pelo contrário, estudos mostraram que realizar alongamento antes dos treinos gera uma perda de força e, após o treino, tem-se o risco de pequenas lesões”.

Desta forma, recomenda, o ideal seria realizar um aquecimento dinâmico, fazendo o sangue fluir e ativando as musculaturas alvos, prevenindo, assim, as lesões.

“Falando no alongamento, que é de extrema importância, para melhorar nossa mobilidade e melhor desempenho de atividades diárias, recomendo que se faça esse tipo de treinamento em horários diferentes a do treino de força”, orienta o educador físico.

*Carlos Kokubum é Professor do Sesc Camillo Boni. Graduado em Educação Física. CREF 0019-G/MS. Tem certificação em Core 360°. Certificação Internacional em Avaliação Física. Certificação em LPO e  Certificação em Funcional Circuit.

Comentários