Humanização e investimento integram excelência em administração

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã, completa nesta quinta-feira (13/08) 500 dias sob gestão do Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul. Gerenciada desde 29 de março de 2019 pela instituição, a unidade obteve avanços que beneficiaram a população da fronteira e mais oito municípios da microrregião. No período de abril de 2019 a julho de 2020 foram registrados 82.796 atendimentos de urgência e emergência, 88.483 exames, 11.081 internações e 6.252 cirurgias.  

Os números refletem as melhorias obtidas nas reformas da estrutura, ativação de leitos, organização de fluxos, implantação de serviços de maior complexidade, aquisição de novas tecnologias e investimento em capacitações, além de demonstrar efetividade e transparência na gestão do Hospital Regional de Ponta Porã.

Demetrius do Lago Pareja, diretor-geral da unidade, destaca o êxito da administração ao longo dos 500 dias. “O Instituto Acqua tem como premissa o lema gestão para transformar e viemos com o intuito de trazer mais benefícios à população, transformando a realidade local. Começamos retomando as cirurgias que estavam paradas e organizando os fluxos, diminuindo o tempo de espera no Pronto Socorro, realizamos reformas estruturais para adequar leitos e ativar os que estavam inativos por falta de manutenção. A partir desse período, conseguimos proporcionar melhora progressiva”, afirmou.

Gestão eficiente – Nos três primeiros meses, sob administração do Acqua, o centro cirúrgico foi reestruturado, retomando as cirurgias (nesse período foram contabilizadas 513 cirurgias e, quase um ano e meio depois, a unidade somou mais de 6 mil cirurgias de urgência e emergência, eletivas e obstétricas). Além disso, o hospital implantou novos procedimentos cirúrgicos e investiu em serviços de maior complexidade, tais como a CPRE (Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica) e cirurgias ortopédicas por vídeo.

“Hoje somos referência em CPRE para o Mato Grosso do Sul. O equipamento estava parado desde 2015 e por meio da gestão do Instituto Acqua conseguimos colocar em uso, beneficiando pacientes da rede SUS. Atualmente o hospital conta com melhor dimensionamento de equipe multiprofissional, ampliação de leitos e recentemente recebemos mais 20 leitos de UTI com equipamentos de alta tecnologia”, destacou o diretor-técnico, Antônio Martinussi.

Durante 500 dias da nova administração foram promovidos mais de 347 treinamentos e capacitações em saúde para a equipe multiprofissional. Projetos voltados para humanização e bem-estar dos pacientes também se destacaram no modelo de gestão. Foram inauguradas ambientação lúdica da clínica pediátrica e brinquedoteca com novos brinquedos, videogame, TV, aparelho de som e livros didáticos. Foi implantado o Programa “Pequeno Sul-Mato-Grossense” que beneficia as mães dos recém-nascidos com kit e orientações sobre os primeiros cuidados com o bebê e aleitamento materno. A maternidade também obteve melhorias em práticas de humanização do parto e incentivo ao parto normal.

Samir Siviero, diretor-presidente do Instituto Acqua, lembra do compromisso da instituição diante das boas práticas de humanização. “Temos a preocupação de aplicar em cada iniciativa ações que valorizam os pacientes que utilizam nossos serviços. E a humanização é uma das características da nossa gestão. As equipes multiprofissionais sabem desse valor e atuam para além do conhecimento, com dedicação. Em Ponta Porã conseguimos avanços importantes graças à parceria com o Governo do Estado, mas principalmente pelo trabalho de cada profissional que atua no Hospital Dr. José de Simone Netto”, garante.

Capacidade e estrutura – O hospital atende população de mais de 200 mil habitantes dos oito municípios da 11ª microrregião do estado e conta com 161 leitos, sendo 20 leitos para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19, 40 leitos clínicos no Hospital de Campanha para pacientes com sintomas respiratórios e Covid-19, 10 leitos de UTI para outras comorbidades, 20 leitos na maternidade, 23 na clínica pediátrica, 4 leitos de psiquiatria e 44 leitos para as clínicas médica, cirúrgica e ortopédica.

O Hospital de Campanha, anexo ao Hospital Regional, foi inaugurado na última semana para atender casos exclusivos de pacientes com síndromes respiratórias e sintomas do novo coronavírus, tornando-se referência na região. A unidade oferece atenção à saúde com assistência humanizada, integral e contínua, bem como acolhimento dos pacientes com uso de protocolo de classificação de risco, além de equipe multiprofissional que atua 24 horas.

Comentários