Um dos motivos é o quantitativo de apenas 1% para poder fazer o estudo e a demora de envio das doses, o que não vai agregar na imunização.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) descartou oficialmente a possibilidade de comprar as vacinas da Sputnik V.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, alguns dos motivos que levaram a essa desistência é a demora na entrega das doses e a pouca quantidade permitida para o estudo.

“Primeiro que o quantitativo é 1% para fazermos estudos, segundo lugar que para comprar demora de 90 a 120 dias. Então, do que adianta isso se a gente tem oportunidade de vacinar a população até agosto com as doses que estão vindo do Ministério da Saúde”, explica.

Ainda de acordo com o secretário, mesmo que a Sputnik atenda aos critérios exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Estado já estaria muito a frente nas vacinas, já que demora o período de entrega.

Na segunda-feira (19), Mato Grosso do Sul recebeu um lote com 34,2 mil doses de vacina contra a Covid-19, sendo 12,8 mil da AstraZeneca e 21,4 mil da Coronavac.  

Nesta terça-feira (20) está previsto para o Estado receber 15,2 mil da Pfizer e 54,5 mil doses da AstraZeneca.

Vacina em MS

Mato Grosso do Sul já vacinou 2,1 milhões de pessoas. Deste total, 1,3 milhão são da primeira dose, o que representa 54,61% da população vacinada e 599,2 mil da segunda dose e 220,8 mil com dose única, sendo 29,19% da população.

Das doses enviadas, o total é de 2,1 milhões, sendo 1,2 milhão da primeira dose; 662,5 mil da segunda e 226,1 mil da dose única.

Fonte: Correio do Estado

Comentários