29/02/2016 08h30

Comentário foi feito durante “A regra do jogo”, que passa em horário nobre

Personagens da novela da Globo “A regra do jogo” mencionaram sobre o tráfico de drogas e armas por cidades da fronteira do Brasil em um de seus últimos capítulos. A nomeação de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, como sendo uma dessas rotas gerou repercussão política.

O prefeito da cidade, Paulo Duarte (PT), reconheceu o problema, mas rebateu que faltam investimentos e criticou a emissora.

“Por Corumbá e outras cidades de fronteira passam armas que são encomendadas pelas “facções” e traficantes das grandes cidades do país. Isso acontece por falta de investimentos maciços e prioritários na segurança das áreas de fronteira. Responsabilidade do governo federal e que nunca foi feito de verdade desde o restabelecimento da democracia no país”, escreveu Duarte em sua página do Facebook.

No diálogo de 41 segundos, o chefe de uma quadrilha conversa sobre o transporte de produtos ilícitos. Quando uma de suas comparsas menciona sobre a possibilidade de usar a rota de Corumbá como saída. “Dá para negociar. Eu conheço esse pessoal de Corumbá”, comentou a personagem.

Recentemente, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu um caminhão baú carregado com quase meia tonelada de cocaína. A carga, avaliada em R$ 13 milhões, teria como origem a Bolívia. O motorista do veículo, preso, disse que ficara por 15 dias na cidade até que o veículo ficasse preparado para o transporte, que tinha como destino São Paulo.

fonte: Correio do Estado

foto: Reprodução da TV

Comentários