11 C
Ponta Porã
sexta-feira, 19 de agosto, 2022
InícioRegiãoBonitoPalco das Águas recebe Daniel, Gaby Amarantos, Vanessa da Mata e IRA!...

Palco das Águas recebe Daniel, Gaby Amarantos, Vanessa da Mata e IRA! durante os quatro dias de Festival

O 21º Festival de Inverno de Bonito traz ao público atrações nacionais para todos os gostos: o Palco das Águas irá receber os shows musicais do cantor sertanejo Daniel (SP), das musas Gaby Amarantos (PA) e Vanessa da Mata (MT) e da histórica banda de rock Ira! (SP).

No dia 25 de agosto sobe ao Palco das Águas o cantor Daniel. Apelidado de “Príncipe” pela postura sempre educada e gentil com que trata as pessoas, Daniel começou fazendo apresentações em festivais regionais de música sertaneja.

Em 1985, Daniel e João Paulo, lançaram seu primeiro disco, Amor Sempre Amor, e contrataram um empresário profissional, que seria o responsável pelo salto na carreira. Alguns anos mais tarde, conseguiram alcançar o reconhecimento nacional com as músicas “Desejo de Amar”, “Estou Apaixonado”, versão para “Estoy Enamorado”, da dupla Donato & Estefano e “Te Amo Cada Vez Mais”, versão para “To Love You More”, da cantora Céline Dion..

Com o falecimento do seu parceiro João Paulo, Daniel seguiu carreira solo, lançando seu primeiro álbum, que levava o seu nome. Circulando com desenvoltura entre o sertanejo e o romantismo, Daniel se consolidou como uma das principais vozes do país, com sucessos como “Adoro Amar Você”, “Declaração de Amor”, “Quando o Coração Se Apaixona”, entre muitos outros.

Em paralelo à carreira musical, Daniel se aventurou na carreira de ator, com papéis nos filmes Xuxa Requebra (1999), Didi, o Cupido Trapalhão (2003), O Menino da Porteira (2009) e na novela Paraíso (2009). Também foi técnico do talent show The Voice Brasil, entre 2012 e 2015, retornando ao posto em 2021, no The Voice +.

O inegável talento de Daniel é reconhecido nacionalmente, com mais de 13 milhões de discos vendidos (sendo 5 milhões em dupla com João Paulo e 8,5 milhões em carreira solo), o cantor já foi premiado com 2 Grammy Latino, 4 Melhores do Ano, 3 Troféu Internet e 1 Troféu Imprensa, além de outras diversas indicações.

Na sexta-feira, 26 de agosto, é a vez de Gaby Amarantos animar o público do Festival. Nascida no bairro de Jurunas, na periferia de Belém do Pará, Gaby Amarantos, é conhecida como uma das maiores cantoras do Brasil, com sua voz potente e exuberância única. Ela é uma poderosa inovadora na cena do novo pop-tropical, colaborando recentemente com uma lista que transborda as gerações, da Duda Beat a Elza Soares, do Jaloo a Ney Matogrosso. 

Ela é uma das responsáveis pelo surgimento e difusão do tecnobrega, o ritmo do Pará estourado pelo mundo, e uma importante representante da cultura amazônica, defendendo a região norte do Brasil, muitas vezes negligenciada.


A Gaby se considera uma “multiartista amazônica”, e atualmente a cantora, compositora e atriz está na novela das 18 hs da TV Globo, Além da Ilusão, como a personagem Emília, em que também canta a trilha de abertura Tic Tac do Meu Coração, uma releitura da clássica da Carmen Miranda. Gaby Amarantos é uma defensora dos movimentos negros, LGBTQI+ e direitos das mulheres. 


Gaby Amarantos traz a Bonito o espetáculo Purakê; um espetáculo efervescente que transporta o povo numa nave sonoro, flutuando pelos rios numa jornada até o coração da floresta. É uma apoteose de cores e beats, e uma reflexão sobre uma Amazônia futurista. O show, que também apresenta releituras dos clássicos do Treme como Xirley e outros hits atemporais da cena tropi-pop.

O título Purakê é uma referência ao peixe elétrico pré-histórico da Amazônia, cuja voltagem chega a 860 volts, enfatizando a eletricidade natural que é uma característica de toda sua força e representatividade como mulher e cantora brasileira.

Abençoada inicialmente por Chico César e Maria Bethânia, Vanessa da Mata continua fazendo a ponte perfeita entre regionalismo, vida urbana e mais do que nunca o amor.
Ela sobe ao Palco das Águas no sábado, 27 de agosto, com o show “Quando Deixamos Nossos Beijos na Esquina”, prosseguindo seus achados poéticos e melodias intuitivas. 

Com certeza, é seu disco mais autoral como um todo. Vanessa se aventurou pela primeira vez como produtora musical, propondo arranjos diretamente aos músicos, criando a dinâmica sonora do álbum como captação de voz, mixagem, acentuando ou reduzindo as intenções dos instrumentos em função de cada canção. 

O repertório do show é composto pelo primeiro single lançado, a ensolarada “Só Você e Eu”, além de “Nossa Geração”, “Vá Com Deus”, “Dance Um Reggae Comigo”, “Tenha Dó de Mim” (part. Baco Exú do Blues), a emocionante “Hoje Eu Sei”, “Quando Deixamos Nossos Beijos Na Esquina”, a faixa título, e muitas outras. 

“A história de todos nós, todos lutando pela sobrevivência de seus próprios sentimentos no dia a dia. Meu disco trata disso, com músicas leves e curtas letras. O pop romântico, a brasilidade, a canção, o reggae californiano, os ritmos dançantes. Fiz questão de juntá-los sem distinção. Intelectuais e populares”, define Vanessa. 

Os grandes hits de Vanessa, que fizeram dessa cantora e compositora uma das maiores estrelas do mercado fonográfico brasileiro, também não poderiam ficar de fora da nova turnê. Entre elas: “Ai, Ai, Ai”, “Amado”, “Caixinha de Música”, “Gente Feliz”, “Boa Sorte/Good Luck”, “Não Me Deixe Só”, “Ainda Bem”, entre outras. 

IRA!, banda paulistana nascida em 1981, teve até hoje seu núcleo duro sempre preservado, “Nasi (vocal) e Scandurra (guitarra). Hoje, mais maduros, experientes e afiados, estão plenos, amigos, fortes e vibrantes para todos os shows em que se apresentam, sempre com a mesma adrenalina juvenil e inquieta que uma banda de rock genuína tem que ter, mesmo à caminho de completar 40 anos de estrada. Sim, quase quatro décadas, isso não é prá qualquer um.

O IRA! de hoje entrega espetáculos onde a vibração e a emoção se afloram, quem é fã e já teve a oportunidade de ir recentemente à um show deles entende o que se explica aqui, todo show deles é de uma entrega ímpar, muita energia, muitos clássicos e hits destilados com a marcha de uma sempre estonteante e inexplicável sonoridade de guitarras que só Edgard Scandurra sabe produzir, músico canhoto que toca com as cordas invertidas, autodidata, gênio musical, marca registrada para uma banda que conta com um vocalista enérgico, incansável, polêmico às vezes mas também ímpar com sua voz que o distingue com bastante facilidade no meio musical e lhe dá , junto com Scandurra, a liderança junto a um dos maiores grupos musicas da cena pop e do Rock Nacional.

Clássicos como Dias de Luta, Envelheço na Cidade, Flores em Você, Tarde Vazia, Eu Quero Sempre Mais, O Girassol, Vida Passageira e Rubro Zorro não faltam em show algum, além de pérolas como 15 Anos, Vivendo e Não Aprendendo, Longe de Tudo e muito, muito mais,

O IRA! é uma banda de pouca conversa no palco e muita entrega musical, musica após música, são pura emoção, e como colocado no subtítulo, IRA! é o que se sente. O quarteto mais irado do País é completado por Johnny Boy ( baixo) e Evaristo de Pádua (batera), dois magistrais e bem experientes músicos que desde o retorno aos palcos em 2014, solidificam o IRA! como uma banda impecável, “perfeita e cheia de imperfeições rockeiras” , visto que depois da hecatombe que assolou a banda em 2007 e a fez parar, quase acabando, ressurgiu como uma Fênix indomável e hoje encontra-se sólida, forte e na estrada fazendo o que mais curte, shows, sempre, pois isso é o que os faz feliz, tocar, subir em palcos e deixar a plateia em êxtase.

Texto: Karina Lima

MAIS LIDAS