Em reunião no diretório estadual, cúpula debateu levantamento interno que aponta o ex-governador como principal nome da sigla para o ano que vem.

Após reunião na tarde desta segunda-feira (25), o MDB de Mato Grosso do Sul apontou o nome do ex-governador André Puccinelli como principal, senão única opção do partido para disputar o governo do Estado em 2022. Segundo o presidente estadual do MDB, o ex-deputado estadual Junior Mochi, a reunião foi realizada para que os principais membros do partido tivessem acesso a um levantamento interno qualitativo. Estiveram na reunião a senadora Simone Tebet, o ex-governador Puccinelli, além dos deputados da bancada estadual.

“[Levantamento] mostrou que o André ainda está na lembrança de muita gente, que é muito querido. Ele queria essa segurança para disputar o Governo e ficou claro que com o levantamento ele está seguro”. disse Mochi.

Ainda conforme o presidente da sigla, o levantamento também mostrou que há rejeição. “Rejeição é normal por tudo que aconteceu, então a população também espera uma explicação, que será dada”.

Mochi também explicou que agora os dados apurados serão entregues a marqueteiros para que eles montem um plano de ação visando a campanha de 2022. O levantamento também apontaria o nome da atual senadora Simone Tebet como candidata à reeleição para o Senado, o que pode ser uma pista de como será a composição partidária do MDB nas eleições de 2022 em Mato Grosso do Sul.

O próprio Junior Mochi, que abriu mão de disputar à reeleição de deputado em 2018, sendo presidente da Casa, para ser o candidato ao Governo pelo MDB após o impedimento de André Puccinelli e a desistência de Simone, admitiu que deve tentar voltar à Assembleia Legislativa em 2022.

Fonte: Midiamax

Comentários