Foto: Ricardo Minella, Divulgação

Descoberta só foi feita após ela ser internada em hospital brasileiro

Fonte: MIDIAMAX

Mulher paraguaia usava identidade falsa para ser atendida pelo SUS (Sistema Única de Saúde) em Ponta Porã, divisa com Pedro Juan Caballero, e foi descoberta por funcionários do hospital somente após morrer. Ela chegou a receber atendimento médico no Hospital Regional de Ponta Porã e a família confirmou nome verdadeiro após ser comunicada do óbito.

A mulher faleceu na última segunda-feira (12). A família informou que o nome verdadeiro dela não foi o utilizado para dar entrada no atendimento no hospital, e confessou que ela usava um RG expedido em Mato Grosso do Sul para “obter assistência médica quando precisasse”.

Apesar do uso do documento falso, a identidade com registro no país vizinho é verdadeira. O caso foi registrado como falsificação de documento público na 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã por uma funcionária do hospital nesta quarta-feira (14).

Comentários