Santana do Livramento/RS – A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (22/7) a Operação EXSPIRAVIT, destinada a combater a evasão de divisas por intermédio da fronteira entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai. A ação é um desdobramento da Operação Cisplatina, deflagrada setembro de 2020.

A ação de hoje tem como foco um empresário de Caxias do Sul, suspeito de utilizar contas bancárias de diversas empresas para a remeter valores a operadores de evasão de divisas, identificados na Operação Cisplatina.

As análises bancárias demonstraram um volume de, ao menos, R$ 7,7 milhões enviados a esse grupo de operadores, que procedimentalizavam a remessa do dinheiro ao exterior.

Policiais federais cumprem um mandado de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de contas bancárias registradas, da indisponibilização de bens imóveis e do sequestro e arresto de veículos.

As medidas foram expedidas pela 7ª Vara Criminal da Justiça Federal em Porto Alegre, com o fim combater um dos beneficiários de operações de evasões identificadas na fronteira oeste do Rio Grande do Sul.

O empresário investigado se utilizava de empresas em nome de terceiros e de familiares, além de empresas de fachada, para movimentar cifras milionárias destinadas ao exterior.

A alusão a EXSPIRAVIT, que em latim significa fantasma, tem relação justamente com a utilização de empresas inexistentes faticamente para a movimentação de valores.

Comunicação Social da Polícia Federal em Santana do Livramento

Fone: (55) 3241-9000/(55) 99125-9987

Comentários