25 C
Ponta Porã
terça-feira, 24 de maio, 2022
InícioRegiãoSoraya Thronicke atende pedido de Roberto Cavalcanti e destina R$ 2 milhões...

Soraya Thronicke atende pedido de Roberto Cavalcanti e destina R$ 2 milhões para Angélica

Após participar de caminhada pelo comércio de Angélica (MS) ao lado do candidato a prefeito Roberto Cavalcanti (União), no último sábado (07/05), a senadora Soraya Thronicke, presidente estadual do partido, ouviu as principais demandas da população e resolveu destinar emenda parlamentar no valor de R$ 2 milhões para a área da saúde no município. “Durante a caminhada, o Roberto Cavalcanti nos contou que a saúde da cidade está um caos devido ao descaso da gestão anterior e, por isso, decidi enviar esses R$ 2 milhões”, declarou.

Segundo Soraya Thronicke, o recurso atende pedido de Roberto Cavalcanti e também aos anseios dos moradores do Angélica. “Com os R$ 2 milhões, será possível trocar toda a frota de veículos da saúde básica e da saúde da família no município. O candidato do União Brasil projetou que, com esse dinheiro, será possível comprar um micro-ônibus e seis automóveis para atender essas duas importantes áreas da saúde pública em Angélica”, pontuou a senadora.

Para Roberto Cavalcanti, a senadora ouviu o clamor da população de Angélica, que está sofrendo com o descaso na área da saúde pública. “Na caminhada que fizemos pelas ruas da cidade, a população demonstrou preocupação com a situação da saúde. Por isso, solicitei à senadora essa emenda para ajudar a recuperar a saúde da família e a saúde básica, que, na minha gestão, eram muito bem avaliadas pelos moradores da cidade”, recordou.

Roberto Cavalcanti revelou que os pacientes de Angélica precisam se deslocar até Barretos ou Jales, em São Paulo, para fazer tratamento contra o câncer e não têm meios de transporte. “A Prefeitura teve de alugar um automóvel para fazer esse transporte, mas é insuficiente devido à quantidade de pessoas. Por isso, alguns estão usando os próprios carros ou alugando vans para fazer o transporte. Eles têm de esperar até 8 dias para conseguir retornar para as suas casas e até a casa de apoio que tínhamos em Barretos está sem estrutura básica”, alertou.

Ele citou ainda os casos dos pacientes de Angélica que fazem hemodiálise em Dourados e Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, além dos moradores do distrito de Ipezal e os produtores rurais do assentamento Estrela do Sul, que não têm condução para levá-los. “Essas pessoas estão passando por necessidades, pois precisam fazer o tratamento nessas duas cidades. Além disso, os moradores do distrito e do assentamento não têm mais veículos de apoio da Secretaria Municipal de Saúde para atendê-los”, revelou, agradecendo ao apoio da senadora.

Assessoria de Imprensa Senadora Soraya Thronicke

MAIS LIDAS