20.7 C
Ponta Porã
terça-feira, 18 de junho, 2024
InícioPolíciaSuspeito de assassinar corretora ao ser cobrado por dívida é detido em...

Suspeito de assassinar corretora ao ser cobrado por dívida é detido em Ponta Porã 

O suspeito de assassinar a corretora de imóveis Amalha Cristina Mariano Garcia durante uma cobrança de dívida de R$ 20 mil foi detido em Ponta Porã, nesta quarta-feira (22). Amalha foi encontrada morta em meio a um matagal, às margens da MS-455, na região do bairro Jardim Los Angeles, em Campo Grande, na tarde dessa terça (21). 

Informações passadas ao Jornal Midiamax são de que o suspeito é o ex-paquera da corretora. Ele acabou detido no início da tarde desta quarta por policiais de Ponta Porã e está na 1ª Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde irá prestar depoimento.

Ainda não há informações de como aconteceu a detenção do ex-paquera. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Dívida de R$ 20 mil

Suspeito de assassinar corretora ao ser cobrado por dívida é detido em Ponta Porã 
(Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Amalha teria combinado de encontrar o ex-paquera que estava devendo R$ 20 mil para ela e que havia dito que a pagaria. Assim, as colegas ainda teriam alertado a corretora do perigo, mas ela teria dito que não havia riscos, já que o homem sabia que ela tinha familiares policiais.

Após não dar notícias, as colegas de Amalha tentaram ligar para a corretora, mandar mensagens, mas o celular estava desligado. Ela saiu da corretora onde trabalhava para encontrar o ex-paquera por volta das 12h29, e desapareceu.

Amalha estava em um Jeep Renegade, que sumiu. 

Amalha foi arrastada a 10 metros para o meio do matagal

O corpo da corretora estava com as calças abaixadas porque foi arrastada por cerca de 10 metros para o meio do matagal.

De acordo com informações, não havia sinais de abuso sexual. A perícia identificou que uma arma branca, como um pau, teria sido usada no crime. Mas, a possível arma não foi localizada aos arredores.

Seguranças de uma empresa privada durante um treinamento no início da tarde dessa terça (21) encontraram a vítima na região do Terminal Intermodal de Cargas – Porto Seco, na Capital. Primeiramente eles viram um par de tamancos. Ao se aproximarem, os seguranças viram o corpo com sinais de violência, principalmente no rosto, e acionaram a guarda.

No local, foram recolhidos brincos, correntes e pulseiras da mulher.

Fonte: Midiamax