20.7 C
Ponta Porã
terça-feira, 18 de junho, 2024
InícioPolíticaVereadores defendem respeito às manifestações religiosas em Ponta Porã

Vereadores defendem respeito às manifestações religiosas em Ponta Porã

A Câmara Municipal de Ponta Porã promoveu na manhã de terça-feira, 28 de maio, uma sessão histórica. Os vereadores abriram espaço para que, no quadro Tribuna Livre, lideranças das religiões de matriz africana, praticadas por milhares de fronteiriços, manifestassem repúdio à intolerância e ao desrespeito.

A presença destas lideranças e representantes das religiões de matriz africana, foi por conta de um episódio ocorrido recentemente na cidade. Túmulos foram violados no Cemitério Municipal São Vicente e, na mídia, pessoas inescrupulosas e ignorantes, tentaram atribuir o crime aos praticantes das religiões de matriz africana.

Sensibilizados com a situação de injustiça, os 17 vereadores abriram espaço para que os representantes das religiões pudessem se manifestar. Todos se revezaram no microfone defendendo a tolerância, o amor ao próximo e o respeito à livre manifestação religiosa.

O Presidente da Casa de Leis, Agnaldo Miudinho, em nome dos colegas, disse que “estamos vivendo um momento triste. Momento em que, em vez de nos reunirmos para comemorar, celebrar algo valioso para a nossa população, temos que abrir espaço para que uma injustiça seja sanada.  Esta Casa, como a maioria absoluta da população pontaporanense, defende a liberdade de expressão, a liberdade de manifestação religiosa. Que todos possam conviver em paz, com dignidade e, acima de tudo, respeito à opinião e escolha dos outros. Todos temos direitos, porém, nossos direitos terminam quando começa o direito do outro”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal.

Tata Inkisse Kewalange, zelador espiritual do Izo Kewalange de Candomblé de Angola de Ponta Porã, disse que “entendemos que não é obrigação da sociedade conhecer as mais diversas religiões, nem mesmo aceita-las. Entretanto a Constituição Federal estabelece o respeito a todas as religiões. O candomblé que eu vivo, que em minha casa junto aos meus filhos de santo vivem, tem como um dos seus maiores fundamentos o respeito e a devoção por seus ancestrais, isso quer dizer, que em hipótese nenhuma faríamos algo semelhante a isso que ocorreu no cemitério”.

Ele fez um apelo: “que Ponta Porã seja exemplo de reciprocidade e muito respeito. Não precisamos dividir a mesma crença, para compartilhar o respeito. E para finalizar. Quando você condena a religião do outro, você deixa de praticar a sua”.

Wilson Larroque, da Tenda de Umbanda Luz Divina, também utilizou a Tribuna Livre para defender a tolerância, o respeito e amor ao próximo. “Tudo o que nós defendemos diariamente, seja no nosso Terreiro e em nossa casa, é o amor. Acreditamos em Deus e jamais iriamos agir para agredir quem quer que seja. Quem age com preconceito e intolerância precisa conhecer as coisas para depois sair falando o que quer que seja. Quando uma pessoa gasta seu tempo para atacar a outra pessoa de uma religião diferente, esta pessoa deixa de praticar a sua religião. Todos somos filhos de Deus e, devemos amar e respeitar as pessoas e suas escolhas”, disse Wilson Larroque.

Robson Pedroso, da Tenda de Umbanda Caboclo Ubirajara também se pronunciou na Tribuna Livre. “Há mais de três décadas nosso trabalho é fazer caridade. Quem nos conhece sabe que as nossas ações são para ajudar as pessoas, amando esta comunidade. Quem precisou de nós, já foi pelo menos uma vez em nosso Terreiro, sabe do que se trata. Ali praticamos e valorizamos o amor ao próximo. Por isso, não aceitamos estes ataques de quem ignora nossa finalidade. Queremos ser tratados da mesma forma que tratamos a todos, das mais diferentes manifestações religiosas”, declarou.

Vereadores defendem respeito às manifestações religiosas em Ponta Porã

HOMENAGENS

Após a sessão ordinária, os parlamentares entregaram certificados de votos de congratulações e de louvor, a dezenas de pessoas que se destacam em suas atividades profissionais. A entrega de honrarias também se estendeu a entidades e instituições que desenvolvem ações que beneficiam a comunidade fronteiriça.

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Nesta quarta-feira, 29 de maio, os parlamentares voltarão a promover homenagens, numa sessão solene. Também vão promover uma audiência pública de prestação de contas. Representantes dos poderes Executivo e Legislativo, e ainda do Previporã estarão apresentando números referentes às finanças dos primeiros quatro meses do ano. A audiência pública está prevista para ser iniciada às sete e meia da manhã.