Ponta Porã, Sábado, 21 de abril de 2018
07/05/2016 05h40

Plágio e contrafação por José Alberto Vasconcellos

Já temerosos com o juiz Moro, os petistas também estão temerosos com o Teme

Por: Tião Prado
 
 

Apurou-se, recentemente, que um dos nomes mais usados para as crianças do sexo masculino, é CAUÃ (?). Cauã, na realidade: ACAUÃ. Informa a Enciclopédia Veja Larousse, verbis: "ACAUÃ (tupi wa´kawã) Ave Herpetotheres cachinnans) da fam. dos falconídeos,(...) encontrada no Brasi. Seu canto é popularmente considerado de mau agouro e prenunciador de chuvas."Já ouvi o canto de um Acauã, no meu sítio, aqui em Dourados. Naquele dia, seguramente, o gavião estava "chamando chuva!"

Cauã ou Acauã, é um plágio ("o que se copia de outrem"). O nome do gavião que vem sendo largamente adotado para as crianças, por influência de uma novela, onde um dos personagens tem o nome de Cauã. Imaginem se aparecer numa outra novela, um personagem com o nome de Carcará !!!

Nesse ritmo de modernismo, temos agora a "Semana Venezuelana" plagiando, de alguma forma a "Semana Inglesa". "A expressão semana inglesa refere-se a jornada de trabalho de oito horas, de segunda a sexta-feira e de quatro horas pela manhã do dia de sábado...". No Brasil, a "Semana inglesa" foi consagrada na Constituição de 1988, que estabeleceu a jornada semanal de trabalho para 44 horas e a mensal para 220 horas." (Google).

Temos mais ainda a "Semana Venezuelana" recentemente decretada. Reduziu a jornada de trabalho semanal para apenas DOIS DIAS: segunda e terça-feira. E isso ocorre, porque não há energia elétrica para atender a demanda do trabalho, durante toda semana, seja ela Bíblica: de seis dias corridos, com descanso no sétimo dia; ou "Inglesa", de cinco dias e meio.

O presidente Nicolás Maduro, baseou-se, numa lição ministrada pelo falecido e saudoso presidente Hugo Chávez, que em memorável aula de economia, lecionou ao seu povo como economizar energia elétrica: "No banho: um minuto para ensaboar-se e um minuto para tirar o sabão!". Os venezuelanos não levaram a sério a lição! O alerta de Chávez não foi assimilado, e como nos regimes comunistas as providências (produção de mais energia) são tomadas somente no século seguinte, a redução da jornada de trabalho no serviço público, fez-se necessária.

Esperam os Venezuelanos, que para o futuro o serviço público encerre-se e vez, porque como comunistas e pensando como comunistas, julgam que o trabalho é desnecessário: basta idolatrar o Chefe, o resto vem naturalmente! É plágio, no Brasil já é assim com o governo petista.

A contrafação, por definição é "a dissimulação, fingimento. Falsificação de papéis de crédito, assinaturas..." (Enc.Larousse). A ação do PT montado na dissimulação. vem tentando substituir a democracia pelo regime totalitário vermelho (comunismo), para tanto pratica o que se define como contrafeito (imitação por contrafação). Vai daí o "impeachmant"em curso, implorado pelo povo e patrocinado pela democracia.

Insistente no seu desígnio e preocupado com o CHEFE, o PT mandou uma delegação para a Índia, em busca de flautistas encantadores de serpentes, para trazê-los ao Brasil a fim de tentar levantar uma "cobra" que apanhou no rabo. A direção do PT, com destaque para um Falcão, que não é um Acauã, confessou-se preocupada com a "quebradeira" que tomou conta do "réptil", até então ágil, peçonhento e vingativo, que foi traumatizado na região da cauda e agora não dorme, de medo!

Já temerosos com o juiz Moro, os petistas também estão temerosos com o Temer, que pode riscar das folhas de pagamentos muitos "cumpanhêros". Perder a "boquinha" e cair nos braços do juiz Moro é muita desgraceira: imagine, sem o amparo dos cofres públicos e ainda ficar trancado numa jaula corretiva. Efeitos da contrafação, meu velho!

Moreira Franco — Presidente Nacional da Fundação Ulysses Guimarães, a propósito do impeachmant: "Não é obra de um partido, de uma pessoa nem mesmo de uma instituição. É uma onda nascida, crescida e desenvolvida no âmago do povo brasileiro. Que sofre cotidianamente a perda do emprego, a alta dos preços, a falência crescente dos serviços público, todos os efeitos diretos da política econômica que esgarçou o tecido social e põe em risco o futuro do país!"

Os petistas que se encontram acomodados e consolidados no regaço aconchegante e climatizado do regime da vadiagem remunerada, desfrutando do bom e do melhor, armazenando dólares em paraísos herméticos, como Cuba, entre talagadas do velho uísque e lambidas no caviar, com os beiços melados, começaram a gritar, desvairados: — É GOLPE! O impeachmant, É GOLPE!

Constata-se que o PT plagiou Al Capone (1899-1947), gângster americano, que fez fortuna com a "Lei Seca". Foi preso e condenado depois que seu contador explicou os detalhes de como e onde estava escondido o dinheiro. Aqui ninguém, na época do Mensalão, ouviu inteiramente o que dizia Marcos Valério.

O juiz Sérgio Moro vem ouvindo e despachando para a jaula corretiva, a elite do crime organizado, tutelada pelo PT, que quebrou o país e deixou o trabalhador, que jurou proteger, sem o emprego.

28.04.2016 (4998) Membro da Academia Douradense de Letras.

Envie seu Comentário