Ponta Porã, Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
24/10/2017 13h50

13º Fórum Interamericano de Turismo Sustentável contará com participação e apoio da Fundação SOS Mata Atlântica

Evento será realizado na Adventure Sports Fair e visa estimular o debate sobre a importância do turismo sustentável para a economia do país

Divulgação
 

A Fundação SOS Mata Atlântica participará, no dia 28 de outubro, do 13º Fórum Interamericano de Turismo Sustentável (FITS), evento que discute o desenvolvimento das boas práticas e da sustentabilidade do turismo ecológico no país. O evento será realizado durante a Adventure Sports Fair, principal feira da América Latina dedicado ao mercado de esportes e turismo, que ocorre desde 1999.

Mario Mantovani, diretor de políticas públicas da SOS Mata Atlântica, afirma que o evento será uma boa oportunidade para mostrar a importância dos parques para a manutenção do contato das pessoas com a natureza e, também, como fonte de turismo, renda e desenvolvimento para o Brasil.

"O país tem um potencial enorme para o turismo. No entanto, não sabe explorar essa condição. O México, por exemplo, um país muito menor, recebe hoje quase cinco vezes mais pessoas por ano do que o Brasil", afirmou Mantovani.

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) divulgou recentemente um estudo que mostra como o país ainda tem potencial para crescer no segmento turístico. Foram 6,8 milhões de turistas estrangeiros em 2016 e a expectativa chega a 7,4 milhões de visitantes até 2020. O México, cujo território é 4,3 vezes menor do que o do Brasil, tem resultados e expectativas com o Turismo bem superiores: cerca de 34 milhões de turistas em 2016, pretendendo chegar a 40,5 milhões daqui a três anos.

Fórum Interamericano de Turismo Sustentável (FITS)

A ideia do Fórum Interamericano de Turismo Sustentável surgiu em 2002, com a criação do Conselho Brasileiro de Turismo Sustentável (CBTS), durante o Ano Internacional de Ecoturismo. O Fórum saiu do papel em 2004, com a participação ativa da Fundação SOS Mata Atlântica, com o objetivo de disseminar as boas práticas de sustentabilidade.

O encontro também contará com a participação de especialistas nacionais e internacionais que discutirão a importância das Unidades de Conservação (UCs) para estimular o turismo local.

Entre os participantes, estão: Kika Bradford, da Confederação Brasileira de Montanhismo; Angela Kuczach, da Rede Pró-UC; Ricardo Soavinski, presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio); Kelen Leite, chefe do Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes (REVIS Alcatrazes); além de Roberto Ibrahim, do hotel Nau Royal e associado da BLTA (Brazilian Luxury Travel Association).

O evento contará ainda com a diretora de Uso Público do Parque Nacional de Galápagos, Veronica Santamaria. "A Fundação SOS Mata Atlântica apoia a gestão de Alcatrazes, que deve ser aberto para visitação pública nos próximos meses, e a experiência de sucesso de Galápagos pode ser uma importante referência. Alcatrazes, inclusive, tem muitas belezas e semelhanças com o arquipélago equatoriano", diz Erika Guimarães, gerente de áreas protegidas da ONG, que apoiará a gestão do local.

Também participarão do evento a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), Instituto ECOBRASIL, WWF Brasil, Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

Erika ressalta a importância de aproximar a sociedade dos parques e de outras Unidades de Conservação. "É importante aperfeiçoar os modelos de parceria com nossos parques e permitir que os cidadãos possam visitar e desfrutar dessas áreas, e com isso e mostrar sua importância para o desenvolvimento do país", afirma.

A programação completa do Fórum pode ser conferida no link: http://www.adventurefair.com.br/pagina/fits.

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica

A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG brasileira que atua há mais de 30 anos na proteção dessa que é a floresta mais ameaçada do país. A ONG realiza diversos projetos nas áreas de monitoramento e restauração da Mata Atlântica, proteção do mar e da costa, políticas públicas e melhorias das leis ambientais, educação ambiental, campanhas sobre o meio ambiente, apoio a reservas e unidades de conservação, dentre outros. Todas essas ações contribuem para a qualidade de vida, já que vivem na Mata Atlântica mais de 72% da população brasileira. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.

Envie seu Comentário