Ponta Porã, Terça-feira, 23 de janeiro de 2018
14/11/2017 07h

Futebol: Federação e clubes decidem Estadual nesta terça

O Conselho Técnico será realizado às 9h e o Arbitral começa às 10h na sede da Federação de Futebol.

Douradosnews
 
 
foto: MS Esporte Clube foto: MS Esporte Clube

Será realizado na manhã desta terça-feira (14) na sede da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), o Conselho Arbitral do Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol.

As 10 equipes remanescentes da Série A de 2017, decidirão qual será o formato da competição nos anos de 2018 e 2019.

Foram convocados os presidentes de Águia Negra, Comercial, Corumbaense, Costa Rica, Naviraiense, Novoperário, Operário, Sete de Setembro, União/ABC e Urso.

Usado desde a temporada 2010, as 12 equipes que estão na Série A são distribuídas em dois grupos com seis equipes que jogam entre si dentro de cada grupo em turno e returno.

Os quatro melhores avançam para a fase de mata-mata até a grande final. Já o último de cada grupo é rebaixado. Este formato embora desgastado, é cogitado para seguir nos próximos dois anos.

Em reunião ocorrida há 40 dias, foi esboçado propostas de mudança deste formato.

A 1ª fase seria dividido em três grupos com 4 equipes em cada. As equipes jogariam em turno e returno dentro de cada grupo.

Os dois primeiros colocados mais os dois melhores terceiros colocados, se classificariam para a 2ª fase. O último de cada grupo disputaria um triangular contra o rebaixamento.

Na 2ª fase, as oito equipes seriam divididas em dois grupos com quatro em cada jogando em turno e returno. Os dois melhores de cada grupo avançariam para a semifinal em mata-mata e depois para a decisão.

Na luta contra o rebaixamento, os últimos se enfrentariam em turno e returno e o campeão do Torneio da Morte escaparia da degola.

Estádios e Documentação

O Coordenador de Competições Marco Antonio Tavares enfatizou aos clubes na reunião realizada em outubro, sobre a comunicação do Ministério Público Estadual do prazo da Promotoria para liberação dos estádios

Os promotores tem 60 dias a contar da data do recebimento dos laudos para liberar ou não os estádios.

Com isso, ficará impossível liberações na forma de TAC ou um dia antes da competição iniciar como ocorrido em anos anteriores.

Tavares afirmou ainda que é de fundamental importância a entrega da autorização de utilização do estádio, Laudos de Engenharia, Polícia Militar, Bombeiros e Vigilância Sanitária que serão encaminhados ao Ministério Público Estadual.

Além disso, os clubes devem ainda entregar os contratos com empresa de segurança, empresa de fornecimento de ambulância, médico e enfermeiro, com o Gerente de Segurança do estádio, brigadistas apresentando o certificado e o contrato com o Orientador de Torcida.

O Conselho Técnico será realizado às 9h e o Arbitral começa às 10h na sede da Federação de Futebol.

Envie seu Comentário