Ponta Porã, Sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
27/12/2017 17h40

Buscas por piloto de barco que virou no Pantanal entram no terceiro dia.

O trecho onde o jovem de 25 anos desapareceu no último domingo (24) tem aproximadamente 200 metros de largura e a profundidade no local chega a 12 metros.

Douradosnews
 
 

As buscas pelo piloto do barco que virou no rio Paraguai-Mirim, em Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, chegam ao terceiro dia, nesta quarta-feira, dia 27 de dezembro. O Corpo de Bombeiros afirma que as chuvas dos últimos dias dificultam o trabalho dos socorristas.

O trecho onde o jovem de 25 anos desapareceu no último domingo (24) tem aproximadamente 200 metros de largura e a profundidade no local chega a 12 metros. Testemunhas afirmaram que o rapaz não usava colete salva-vidas.

A correnteza está muito forte e tem levado vários detritos para a água, como pedaços de troncos de árvores e camalotes.

Ainda de acordo com os bombeiros, nesta manhã também começaram as buscas por superfície, pelo fato do jovem estar desaparecido há mais de 48 horas.

O acidente

Testemunhas contaram que o barco virou no momento em que o jovem tentou fazer uma curva. O local onde o acidente ocorreu fica entre os portos Pedreira e Sucuri.

Existem pequenos afluentes que deságuam nesse trecho. A equipe de resgate tem dormido na região, distante de Corumbá, cerca de duas horas de barco, para retomar os trabalhos sempre ao amanhecer.

Envie seu Comentário