Ponta Porã, Quinta-feira, 20 de julho de 2017
18/05/2017 16h40

Vereadores de Ponta Porã apoiam garis para receber salário atrasado e rescisão de contrato

De acordo com os garis, dentre os funcionários que prestavam serviço para a empresa, apenas três foram contratados, os demais estão desempregados

Divulgação
 
 
O presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Porã, Otaviano Cardoso e o vice-presidente, Jelson Bernabé, se reuniram com garis O presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Porã, Otaviano Cardoso e o vice-presidente, Jelson Bernabé, se reuniram com garis

Os ex-funcionários da empresa Repram Reciclagem e Preservação Ambiental, os quais realizavam serviços de coleta de lixo no município de Ponta Porã, estiveram em reunião na tarde desta quinta-feira, 18 de maio, com o presidente da Câmara de Vereadores, Otaviano Cardoso, e o vice-presidente, Jelson Bernabé.

Em conversa com os parlamentares, os ex-funcionários alegaram que foram demitidos pela empresa com dois meses de salário atrasado e estão sem receber a rescisão de contrato. "Após a empresa perder o contrato com a prefeitura, 39 garis foram demitidos. Não nos pagaram dois meses de salário e nem a rescisão", disse um dos garis.

De acordo com os garis, dentre os funcionários que prestavam serviço para a empresa, apenas três foram contratados, os demais estão desempregados. "Não houve contratação dos servidores que tem experiência na coleta, com agilidade e conhece os pontos da cidade. Foi-nos garantido que não perderíamos o emprego mesmo com o rompimento de contrato com a empresa que trabalhávamos. Agora estamos aguardando o posicionamento do sindicato e estamos recorrendo a Câmara Municipal para que nos ajude pelo menos receber o que é nosso de direito", alegaram.

Otaviano Cardoso acompanhado do vice-presidente, Jelson Bernabé, disse que será enviado um oficio ainda na tarde desta quinta-feira para a Prefeitura, com cópia para a secretaria de Fazenda, solicitando prioridade no pagamento dos ex-servidores. "Houve o rompimento de contrato entre a Prefeitura e a empresa coletora de resíduos domiciliares e no oficio vamos solicitar que o Poder Executivo nos informe se há saldo devedor do Município a empresa Repram, e em caso positivo, solicitamos ainda, que o saldo devedor seja retido até a comprovação da quitação dos débitos trabalhistas", esclareceu o presidente da Câmara.

Os vereadores disseram que além do pagamento, solicitarão que a Prefeitura possa reaproveitar a mão de obra. "Estes funcionários têm experiência e podem contribuir para regularizar o serviço de coleta de lixo, principalmente nos bairros, que ainda é insatisfatório. Também indicamos que a empresa Repram faça a reforma dos caminhões conforme está no contrato, para que os entregue em ótimas condições de uso, como lhes foi entregue", relataram.

Envie seu Comentário