Ponta Porã, Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
14/11/2017 18h30

Marcha para Jesus acontece nesse sábado, dia 18, na fronteira

Evento terá concentração a partir das 14h na Laguna Porã em Pedro Juan Caballero

Por: Dora Nunes
 
 
Foto: Tião Prado - Pontaporainforma Foto: Tião Prado - Pontaporainforma

Pastor Davi de Moraes, presidente do Conselho de Pastores, esteve no programa FM em Notícias apresentado pelo jornalista Tião Prado na rádio 91.5 FM Cerro Corá onde falou sobre o evento Marcha para Jesus que acontece na fronteira, sábado, dia 18, às 14h, na Laguna Punta Porã, na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, seguindo em direção ao Parque dos Ervais, em Ponta Porã-MS.

O diferencial é que é uma Marcha Internacional, pois une os países do Brasil e do Paraguai. A concentração acontece em volta da lagoa em Pedro Juan, com adoração a Deus. Logo depois, adentra em território brasileiro, parando em frente a Câmara dos Vereadores para uma oração. "Precisamos orar muito por aquela Casa de Leis, pelas pessoas que trabalham ali, isso é muito importante porque é ali que leis são criadas, enfim toda autoridade é constituída por Deus, infelizmente, tem autoridade que depois de constituída começa a meter os pés pelas mãos, porque às vezes com o poder a pessoa se revela quem realmente ela é", afirmou o pastor Davi de Moraes. Outro ponto de parada será em frente ao Banco do Brasil, com oração direcionada também a Prefeitura de Ponta Porã.

 
Foto: Tião Prado - Pontaporainforma Foto: Tião Prado - Pontaporainforma

Falando sobre os patrocínios, o pastor agradeceu a Prefeitura Municipal de Ponta Porã que neste ano está ajudando e Conselho estadual de Pastores, na pessoa do pastor Ilto.

No Parque dos Ervais terá apresentação da Banda Discopraise, que ministrarão com muito louvor. "Esperamos que as autoridades compareçam e acredito que será um evento maravilhoso, pois nosso foco é reunir o povo e adorar a Deus, clamando pela paz na nossa fronteira", ressaltou o pastor.

No fim da entrevista, o pastor Davi de Moraes estendeu o convite a toda a população fronteiriça, independente de seu credo ou religião, pois o importante é adorar a Deus, é de se reunir clamando pela paz na nossa fronteira e participar de um evento tão importante.

Envie seu Comentário