28 C
Ponta Porã
quarta-feira, 28 de fevereiro, 2024
InícioPolíciaAdolescente de 16 anos é estuprada e morta na reserva indígena de...

Adolescente de 16 anos é estuprada e morta na reserva indígena de Dourados

Karina Ferreira, 16 anos, foi estuprada e morta em uma residência localizada na aldeia Jaguapiru, em Dourados. O local tinha festa desde sexta-feira e o corpo da adolescente foi encontrado por volta das 4h deste domingo.

Ainda não há informação como ocorreu a violência brutal contra Karina. Ela teve o órgão genital dilacerado e vísceras foram expostas.

A Polícia Militar foi acionada no início da manhã para acompanhar o caso. A perícia técnica também esteve no local e o corpo encaminhado ao IML (Instituto Médico legal).

A jovem morava na própria residência que foi encontrada morta e três pessoas foram detidas por lideranças indígenas e entregues à polícia. O caso segue em investigação.

Violência

Não é de hoje que a reserva indígena de Dourados registra casos de violência grave contra meninas.

Em 2011, uma criança de 11 anos foi estuprada coletivamente e morta ao ser jogada do alto de um penhasco. De acordo com a Polícia Militar, cinco homens confessaram o crime, entre eles três adolescentes e dois adultos, sendo um o tio da vítima.

Após esse crime bárbaro, a então ministra da Mulher na época, Damares Alves, chegou a vir a Dourados, para anunciar políticas públicas de combate à violência na reserva de Dourados, porém ela não chegou a pisar os pés na aldeia e as ações nunca foram efetivadas.

O Governo do estado chegou a anunciar bases móveis da polícia, contudo, como a Reserva Indígena é uma área pertencente ao governo federal, as ações sempre são passíveis de jogo de empurra-empurra. Até hoje a maior aldeia urbana do país enfrenta problema com falta de água encanada.

Fonte Douradosagora