27 C
Ponta Porã
quarta-feira, 28 de fevereiro, 2024
InícioRegiãoDouradosPecuarista bêbado, bate Dodge RAM e desacatar PMs

Pecuarista bêbado, bate Dodge RAM e desacatar PMs

Além de não ter licença para dirigir por estar com a CNH cassada desde 2011, ele estava bêbado.

Um pecuarista de 36anos, foi preso na noite desta segunda-feira (13) em Dourados, após bater sua caminhonete Dodge RAM em um Honda FIT. Além de não ter licença para dirigir por estar com a CNH cassada desde 2011, ele estava bêbado.

Segundo boletim de ocorrência, o teste de bafômetro apontou 0,63 mg/l de álcool no sangue, o que configura crime de trânsito. O homem ainda tentou fugir do local do acidente, resistiu à abordagem policial e desacatou os policiais militares. Uma amiga que o acompanhava na caminhonete também teria ofendido os PMs quando gravava a prisão do pecuarista e foi levada para a Polícia Civil, mas não ficou presa.

A caminhonete atingiu a lateral do FIT e apesar do impacto, os ocupantes do carro não sofreram ferimentos. A Polícia Militar foi chamada e quando a viatura se aproximava, o pecuarista tentou fugir, ele foi alcançado, e segundo a ocorrência, desceu da caminhonete bastante alterado, questionando a abordagem policial.

Conforme o boletim de ocorrência, o pecuarista chegou a colocar a mão sobre o coldre da faca que um dos policiais carregava na cintura, momento em que foi dominado e colocado no compartimento traseiro da viatura. Durante a ação, os dois amigos do homem se aproximaram e começaram a gravar o momento em que o pecuarista era colocado na viatura.

Advertidos pelos policiais que os celulares seriam recolhidos momentaneamente, pois neles havia imagens comprovando os ânimos alterados e a resistência por parte do pecuarista, a mulher, identificada como Mayra, teria desacatado um dos policiais, chamando-o de “covarde” e “coitado” e afirmando que ele iria “se lascar!”.

Orientada novamente a entregar o celular e acompanhar a equipe, Mayra teria desferido um tapa no ombro de um dos PMs, momento em que foi imobilizada e colocada no banco traseiro da viatura.

Segundo a ocorrência o outro amigo do pecuarista, identificado como Renato, também atrapalhou a equipe no procedimento de condução dos envolvidos, além de tentar empurrar os agentes e colaborando para tumultuar a ação policial. Entretanto, os dois amigos não foram autuados.

Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), os policiais descobriram que o pecuarista possui antecedente por conduzir veículo sob substância psicoativa que cause dependência e está com sua CNH cassada desde 22 de março de 2011. Os dois celulares, um iPhone 13 Pro Max e um iPhone 13, foram entregues na delegacia. O pecuarista segue preso. A defesa dele ainda não se manifestou.

Fonte: Campograndenews