A Prefeitura de Ponta Porã, através da Secretaria Municipal de Educação realizou nesta semana o curso Inteligência Emocional para Diretores das escolas do município. O curso teve duração de três dias e posteriormente será estendido para todos os profissionais da REME – Rede Municipal de Ensino.

A primeira fase do curso com os diretores das escolas municipais foi realizada nesta semana. Todos os profissionais que atuam na direção de escolas em Ponta Porã passaram pela capacitação. O professor Alci Filho, foi o responsável pelo curso de três dias.

O objetivo do curso é atender às demandas do atual contexto na volta às atividades presenciais educacionais, na qual novas estratégias devem ser aprendidas e colocadas em prática quanto às relações afetivas para que os gestores escolares estejam preparados para acolher não somente aos estudantes, mas também aos profissionais da escola e as famílias dos estudantes de cada estabelecimento de ensino.

O palestrante Alci Filho explicou o trabalho que foi realizado com os professores que trabalham nas direções das escolas. “Foi desenvolvido o treinamento de MNP – Métodos Novos Passos – que consiste em um curso de inteligência emocional, que visa trabalhar a questão emocional e o autoconhecimento para poder potencializar o que os diretores tem de melhor para que isso retorne na gestão escolar e no rendimento na educação em toda a rede de ensino”, declarou o professor Alci Filho, responsável pelo curso.

Uma das participantes do curso, a diretora da Escola Municipal Zayra Portela, Andrea Hajime destacou o curso como importante nesse momento de reinicio de atividades nas escolas do município. “Esse curso de inteligência é de suma importância para nós nesse momento. Esse ano atípico que estamos vivendo nós temos que nos autoconhecer para estarmos preparados para receber as crianças nessa volta as aulas presenciais, No aspecto do equilíbrio emocional, os diretores e participantes do curso estão capacitados e aptos para voltar nesse momento diferente e delicado”, declarou Andrea Hajime.

Comentários