5.6 C
Ponta Porã
quarta-feira, 29 de maio, 2024
InícioRosildo BarcellosArticulista do Pontaporainforma  é homenageado no litoral paulista.

Articulista do Pontaporainforma  é homenageado no litoral paulista.

Da Redação

Uma “Academia de Letras” é, sobretudo, institucional. Vislumbra o estudo e o aprimoramento da língua; o exame ou reexame da história do seu povo; o registro e perenização da linguagem regional.  A Academia cultua a memória,  vidas e obras, revivendo-os e revisitando tradições perante as novas gerações. Por isto cita-se a “imortalidade literária”  Em minha visão rasa, não cabe, no seio acadêmico, intelectuais sem o perfil necessário para a enorme, incansável e pertinaz tarefa do Sodalício. Na verdade, uma Academia, na sua acepção originária, há de ser aquele pote no final do arco-íris, onde, com certeza, encontraremos o verdadeiro ouro das reservas intelectuais de um país. Nos dias hodiernos. quando se fala em Academia, o primeiro pensamento que assoma à mente é o do local utilizado para a prática de exercícios físicos, que aliás é salutar e louvável.

Ad argumentandun tantum e perscrutando a origem da palavra “Academia”, temos que, a mesma, advêm do herói grego Academo. A história conta que seu túmulo dava nome a um bosque. Também que tais jardins foram consagrados à deusa Atenas, onde depois foi construída a Academia de Platão, próxima à cidade de Atenas.

Assim, por volta de 387 a.C., nesses jardins, inicialmente, deu-se continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelos pitagóricos, com os quais Platão mantinha estreita relação. É considerada a primeira escola de filosofia.

Destarte neste diapasão cito a Academia de Letras e Artes de Praia Grande. A entidade cultural sobredita completou em 21 de setembro, próximo passado, bodas de madeira. O Ato de Fundação aconteceu, nesta data em 2018, tendo como fundadores: Fathyma Jaguanharo Carvalho, Lita Moniz, Sonia Maria Piologo, Layr Peniche de Oliveira, Suely Ribella, Castillo Arboler e Rodrigo Marcondes; co-fundadores: Driko Gomez, Augusto Sarvam e Edson Santana do Carmo.

Articulista do Pontaporainforma  é homenageado no litoral paulista.

Foi declarada de Utilidade Pública pela Lei Nº 2081 de 09 de Fevereiro de 2022. Mormente, em comemoração à data festiva, foram lançadas duas Antologias: I Antologia do Núcleo Jovem Acadêmico, cujos jovens foram empossados no dia 17 de março de 2023, em solenidade realizada na Câmara Municipal de Praia Grande  e a Antologia considerada a comemorativa dos cinco anos, com o tema: “A importância da Literatura e Arte na Sociedade”, organizados pelo Selo Literário Flechas ao Vento

A solenidade de aniversário aconteceu nesta sexta feira, 22 de setembro, no auditório da  Câmara Municipal de Praia Grande/SP, com a presença da incansável Fathyma Carvalho e do vereador Betinho Andrade, sempre sensível as causas culturais do município, assistiram o discurso emocionado, da vicejante oradora Jéssica Andrade que afirmou “  Se estão vendo algum brilho em meu olhar é porque   pulsa em minhas veias, toda a sua nobreza de caráter deste escritor que já publicou mais de 1500 artigos, sempre exaltando o amor a vida, a memória e as tradições regionais. Outrossim, meu coração, hoje bate no compasso da poesia.” e que em seguida procedeu a  declamação do poema “Desígnios da Vida” da lavra de  Rosildo Barcellos. Articulista do pontaporainforma há mais de dez anos, foi professor de cursos pré-vestibulares aqui em Pknta Porã, e que recebeu no mês passado o Prêmio Sapiens de Literatura, sendo capa da revista “Arte Literária” edição de julho 2023. No mesmo mês recebeu o título de cidadão mirandense proposto pela vereadora Sibele Faustino. Em outubro receberá na cidade de Aquidauana a “Medalha do Mérito Legislativo” proposição do vereador Anderson Meirelese na capital a Medalha Marisa Serrano”,  proposta pelo vereador Ademar Vieira Junior.

Sobre o município, litorâneo, o indefectível acadêmico, Edmilson Sanches assevera que Praia Grande, no litoral de São Paulo, é a quarta cidade, após São Paulo, Rio de Janeiro e Florianópolis – que mais recebe turistas no verão, época em que, antes da pandemia, cerca de 1,9 milhão de pessoas vêm se somar aos mais de 336 mil moradores do município (2021), dispostos em 149 quilômetros quadrados de área  — o que perfaz uma notável densidade demográfica de 1.781 pessoas por km2, mais de 71 vezes maior que a densidade do Brasil. Ademais, Praia Grande é um dos destinos mais procurados no litoral paulista. Suas belezas naturais, opções de lazer e infraestrutura multiplicam a cada ano o número de turistas e/ou pessoas interessadas em fixar residência. Os 22,5 quilômetros de belas praias, orla urbanizada com coqueiros, quiosques e ciclovias, exemplificam com exatidão o cardápio de qualidade turística, com a variedade de opções que a cidade disponibiliza .

*Articulista