Converte-te, ó Israel, ao Senhor, teu Deus; porque, pelos teus pecados, tens caído” (Os 14.1).

O profeta Oseias exortava o povo de Deus a se converter ao Senhor, pois, por causa dos seus pecados estavam sendo destruídos (Os 14.1). Mandava se arrepender dos pecados e clamar pelo perdão, e prestar sacrifícios de adoração a Deus: “Tomai convosco palavras e convertei-vos ao Senhor; dizei-lhe: Expulsa toda a iniquidade e recebe o bem; e daremos como bezerros os sacrifícios dos nossos lábios” (Oseias 14.2).

Deus mandava pestes sobre seu povo, não por ser malvado e gostar de castigar, mas para corrigir, disciplinar e punir os desobedientes. Davi pecou gravemente contra o Senhor, porém, reconheceu e se arrependeu: “Então, disse Davi a Deus: Gravemente pequei em fazer tal coisa; porém, agora, sê servido tirar a iniquidade de teu servo, porque procedi mui loucamente (1ºCr 21.8). Deus perdoou a Davi, mas por causa do pecado dele, Israel foi punido severamente: “Mandou, pois, o Senhor a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens” (1ºCr 21.14).

Deus é amor, mas também é justiça! Os prevaricadores sofrem as consequências dos seus pecados: “E enviarei entre eles a espada, a fome e a peste, até que se consumam de sobre a terra que dei a eles e a seus pais” (Jr 24.10). Nos dias de hoje, não é diferente! Há tanta maldade, corrupção, idolatria e prostituição na terra, que a ira de Deus se acende! Foi assim no passado, e continua no presente; a Bíblia comprova! E por incrível que pareça, mesmo diante de pragas, pestes, espadas, fomes, castigos de várias maneiras, ainda hoje, o povo continua rebelde com Deus e não se arrepende!

Deus quer que o povo se arrependa de verdade e volte a busca-lo e andar na sua presença: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2ºCr 7.14). Mas, o povo se arrepende?

Esse jeito de Deus tratar com o povo, não parou com a vinda de Jesus! Perguntado pelos discípulos, que sinais haveriam da sua vinda, Jesus respondeu que muitos males viriam sobre a terra; a peste seria um dos sinais: “Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares” (Mt 24.7).

Essa triste realidade irá até a volta de Jesus, para julgamento das nações (Ap 19.11-16).

Os sinais de hoje, são como dores iniciais de parto: “Mas todas essas coisas são o princípio das dores” (Mt 24.8). Os piores dias serão na Grande Tribulação, quando o mundo estará sendo governado por um ditador tirano muito cruel, com poderes vindos de Satanás! Serão dias terríveis: “Porque haverá, então, grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais” (Mt 24.21).

Quando Deus suspender as pestes, será que o povo vai renunciar ao pecado? Que o Senhor Deus tenha misericórdia de nós, e nos salve. Em nome de Jesus Cristo!

ELOIR VIEIRA

Comentários