Artigo: Há outro Evangelho?

Por: Eloir Vieira

08/03/2019 13h10 - DN

 

"Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema" (Gl 1.8).

Os discípulos anunciaram o evangelho genuíno, verdadeiro. Porém, falsos mestres deturparam o evangelho de Cristo, ensinando doutrinas humanas e não a de Cristo e dos apóstolos. Alterar a Palavra de Deus é anátema (maldição!). Uma das heresias aplicadas pelos falsos profetas é usar versículos isolados, sem textos nem contextos, com o pretexto de angariar dinheiro ou outros bens materiais. Não foi para isso que Jesus veio.

Ganhar dinheiro honestamente e administrar bem o que ganha, deve ser uma prática de todos, pois, precisamos desse recurso para comprar o sustento. Não é que não devemos ser ricos; o assunto em questão é usar o evangelho, para enganar, se aproveitando da boa fé das pessoas; muitas delas sem entendimento, e outras por ganância mesmo; pela vontade de ser rico: "E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza, porque a vida de qualquer não consiste na abundancia do que possui" (Lc 12.15).

O que a Palavra nos ensina é que, riquezas materiais não devem ser prioridades, porque perecem: "Porque nada trouxemos para este mundo e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruina. Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé e se traspassaram a si mesmos com muitas dores" (1Tm 6.7-10).

Jesus não mandou cobrar por orações: "Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos; nem alforges para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem bordão, porque digno é o operário do seu alimento" (Mt 10.8-10). Jesus mandou abrir mão de riquezas terrenas: "E, quando Jesus ouviu isso, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa: vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-me" (Lc 18.22).

A ordem de Jesus é esta: "Por isso, vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo, mais do que a vestimenta?" (Mt 6.25). "Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas" (Mt 6.33). Deus abençoa a todos indistintamente, sejam bons ou maus; justos ou injustos; crentes ou não (Mt 5.45).

Envie seu Comentário