Tião Prado

MDB de André Puccinelli mantém convenção para agosto

A 'favelinha' da ferroviária de Ponta Porã está sempre na midia

23/07/2018 11h50 - Por: Tião Prado

 
Jornalista Tião PradoJornalista Tião Prado

Oi, estamos de volta. Fazia um tempinho que não escrevia nada nessa coluna, mas concordo que a questão da segurança pública merecia um destaque especial porque realmente esta vivendo o seu pior momento em nosso país.

  • Nesta coluna vamos abordar outros assuntos e primeiro, parabenizar o prefeito Hélio Peluffo Filho pela programação de aniversário de Ponta Porã. Houve entrega de obras importantes, como asfalto, a iluminação e a ponte no Vicente de Paula, na rua Ladário, em direção aos Ipês e Carandá Bosque; aslfatos e drenagem no Jardim dos Estados, e sem duvida nenhuma, a parceria com a ACEPP no baile em homenagem ao aniversário da cidade, e a programação, segue, segundo a assessoria de imprensa, até o dia 7 de agosto.

  • Eo fato da prisão do ex-governador André Puccinelli, de seu filho André Puccinelli Júnior, e advogado João Paulo Calves, em desdobramentos da Operação Lama Asfáltica movimentou o Estado na última semana. De repente, quando essa coluna for ao ar, eles já podem até estarem soltos, porque hoje no Brasil, da justiça você pode esperar de tudo, porque é um prende e solta sem tamanho.

Essa prisão do maior líder do MDB deve mexer com o cenário politico estadual, uma vez que estamos avizinhando as convenções partidárias que devem acontecer até o dia 5 de agosto, onde vai escolher e confirmar os candidatos às próximas eleições, e deve ter efeito na próxima pesquisa de intenção de votos.

  • Por falar em eleições 2018, em Ponta Porã pelo menos 15 pré-candidatos a deputados estaduais estão fazendo o ‘corre’ em busca de conseguir passar nas convenções partidárias e mais uns 8 a deputado federal. Aí me perguntaram o porque de tantos candidatos e se eles não estão pensando no bem da cidade ou no bem comum.

Bem a resposta é a seguinte: desde que você consiga se viabilizar para ser candidato, você estará contando com recursos partidários, recursos nas famosas ‘dobradinhas’ com os deputados federais, senador e governador, e nessa onda toda entra uma boa grana, e aí, bem, aí só Deus e o resto do mundo sabe, onde esse dinheiro vai parar. Então muitos passam de ‘mero’ eleitor a cabo-eleitoral de ‘luxo’, chamado candidato a deputado estadual. Mas no fritar dos ovos, penso que deve sobrar uns 6 candidatos a deputado estadual e uns 4 a federal.

  • A ‘favelinha’ que fica no terreno do ‘desgoverno’ Federal na antiga estação ferroviária, é mais famosa do que o dono do terreno "Fora Temer". O fato é que de no mínimo três ou quatro vezes por semana, o local é citado nas paginas policiais de todo estado. No local tem de tudo. Nos últimos 30 dias foram 3 mortes, assaltos, boca de fumo, roubo de motos e queimadas...muitas queimadas porque todos os dias alguém ali coloca fogo em alguma coisa... todo dia e noite porque as queimadas agoram acontecem no período noturno e a vizinhança, ali na vila dos Professores, sofre as consequencias, com problemas de alergia e muita sujeira em suas casas.

Essa invasão deve ser creditada na conta de um suplente de vereador e de um pré-candidato a deputado estadual, que incentivaram a invasão na campanha eleitoral de 2012, e falo isso porque fui fazer a reportagem da primeira reunião que foi feita ao lado do Cherogami e essas duas pessoas estavam lá, incentivando o povo a invadir o local, prometendo se caso fossem eleitos estariam titulando a área. Não foram eleitos, mas a ‘favelinha’ cresce dia a dia e os problemas também.

O interessante é que já se passaram 6 anos e ninguém fala nada, ou seja, o Ministério Público Federal e consequentemente a Justiça Federal. Parece que somos um país sem leis, e aqui nem vou tocar no assunto que a maioria das pessoas que moram ali, são cidadãos paraguaios que estão em uma área federal do Brasil.

Quero aqui agradecer ao jornalista Pedro Zadir do Jornal ‘Che Fronteira’, que está enviando a nossa redação um exemplar de seu jornal com todas as informações necessárias. Abraços e sucesso, só não vou falar aquela frase que o Pedro Zadir odeia (em relação ao Palmeirinhas), porque se escrever aqui a Dra. Dora me processa (ela é palmeirense).

Agradecemos aqui os amigos e amigas internautas que acessam as nossas redes sociais para assistir o nosso prorgama Tião Prado e Dora Nunes na web (tive que mudar o nome depois de muito protesto, era apenas Tião Prado na web). O dificil na transmissão do nosso programa é acertar a internet da Oi, que cada dia está pior e o mais dificil ainda é que as nossas autoridades ainda não marcaram uma audiência pública para cobrar as empresas de telefonia a respeito deste serviço, que está 'horrivel'.

Envie seu Comentário