20/06/2016 13h50

Che Fronterami ahayhueteva "minha fronteira querida"

Texto escrito por: Yhulds Giovani Bueno.

Divulgação: Dora Nunes
 
 
Foto divulgação web: creditos Lucho Rocha. Imagem aérea da fronteira Ponta Porã MS/BRASIL e Pedro Juan Caballero PYFoto divulgação web: creditos Lucho Rocha. Imagem aérea da fronteira Ponta Porã MS/BRASIL e Pedro Juan Caballero PY

Essa foto aérea retrata de forma espetacular nossa fronteira, sempre linda e hospitaleira pronta para receber de braços abertos a quem chega para visitar, estudar e morar. Uma fronteira sem barreiras, sem cercas, muros ou valetas é só atravessar a rua e está em outro país.

Temos que ter orgulho de ser fronteiriços. Brasiguaios das mais diversas origens e etnias, duas cidades, dois países, dois povos que surgiram juntos as margens de laguna Porã, que em outros tempos servia de paragem de tropeiros e viajantes, pioneiros que acreditaram nesta vasta região que aqui construíram sua morada desbravando as matas.

A fronteira é e sempre será um lugar de homens e mulheres fortes, os descendentes dos desbravadores de outras épocas presenciaram guerras, lutas, desenvolvimento e momentos históricos que ficaram gravados na memória da nação.

Príncipes, grandes estadistas, presidentes por aqui passaram, lugar que já foi capital do Território Federal, de heróis soldados do 11RC, pracinhas da segunda guerra que lutaram para defender seu país.

Problemas existem e sempre existiram não é uma particularidade da fronteira, crimes, assassinatos e drogas é um problema global. Na vida você tem a opção do bem e do mal do certo e errado, aqui uma fronteira de homens e mulheres trabalhadores que dia a dia colaboram para construir um futuro melhor para seus filhos e netos. Tenham orgulho de ser fronteiriços, Pontaporanenses e Pedrojuaninos juntos por um futuro melhor.

Envie seu Comentário