João Natalicio
João Natalicio

INFORME JN

E AGORA?

* Tudo acabou ou ainda está por acabar? Estou falando do reboliço quase institucional que envolveu todo o país provocado pelo desentendimento dos Três Poderes da República. O que vai acontecer daqui para frente quase ninguém sabe. Os grandes, os poderosos sabem e devem estar rindo uns dos outros e até deles mesmos. O povo brasileiro, só vai ficar sabendo de tudo durante a campanha eleitoral de 2022. Vai ter muita história de arrepiar.

* Entre mentiras e verdades a população brasileira vai descobrir quem está mentindo e quem está falando a verdade. Provavelmente o PCC (Partido Comunista Chinês) deverá comandar essas possíveis mudanças que ocorrerão em nosso país a partir do ano que vem, um histórico ano eleitoral que deverá revelar e trazer muitas surpresas.

* Falar em Partido Comunista Chinês, um colega jornalista da cidade paulista de Piracicaba me disse pelo telefone semana passada que estão enganados aquelas pessoas que pensam que os chineses vão comandar a política brasileira. “Eles já estão mandando, deitando e rolando aqui no Brasil. Os partidos de esquerda que o digam”. Eu não duvido de mais nada aqui neste país das maravilhas.

ZÉ TROVÃO

* Concordo com aquelas pessoas que entendem que o presidente Jair Bolsonaro deve explicações ao presidente nacional do PTB Roberto Jeferson, o cantor e pecuarista Sérgio Reis e ao líder maior dos caminhoneiros, o famoso Zé Trovão, pela sua decisão de voltar a se entender com o ministro do Supremo Alexandre de Moraes que praticamente desgraçou a vida dos três. Foi Alexandre de Moraes que mandou prender Roberto Jeferson, impediu a entrada de Sérgio Reis em Brasília no movimento de 7 de setembro pró-Bolsonaro e colocou a Interpol na cola do Zé Trovão que esteve em lugar incerto e não sabido no universo. Tudo por causa do presidente da República Jair Bolsonaro que já explicou tudo direitinho aos três amigos.

ESTRATEGISTA

* Para os deputados de Mato Grosso do Sul e outros membros do Legislativo nacional com larga experiência em política, o presidente Jair Messias Bolsonaro é um grande estrategista e tem consciência daquilo que faz. “Podem esperar – avalia um deputado do MDB – que no final das contas o presidente Bolsonaro vai ser proclamado como o salvador da Pátria e estará com sua reeleição garantida”. Deus sabe o que faz.

* Por outro lado, os desconsolados políticos de Mato Grosso do Sul Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Simone Tebet (MDB), juntamente com outros políticos de esquerda participaram domingo (12) em São Paulo de um movimento contra o presidente Bolsonaro. Os dois se consideram pré-candidatos a presidência da República. O público da Avenida Paulista não foi expressivo como o de 7 de setembro apoiando Bolsonaro, a dupla conterrânea pode cair do cavalo em suas pretensões. Com um pinguinho de gente nas ruas gritando contra o presidente da República eles não irão a lugar nenhum, mesmo eles estando ao lado do governador João Dória, Ciro Gomes (PDT) e outros desconsolados presidenciáveis. A coisa está mudando, minha gente!

* Aqui em Ponta Porã os políticos locais que não rezam pela cartilha do ex-presidente Lula estão sorrindo de orelha a orelha e já tomando por conta do futuro os primeiros goles de um bom vinho português. Por outro lado o pessoal contra o Bolsonaro ainda está sonhando que um milagre chinês ainda pode acontecer. Em se tratando de que o mundo está dando sinais do fim dos tempos, eu não descarto a possibilidade de que algo inesperado e absurdo ainda pode acontecer.

PONTA PORÃ

* Esta semana um colega de imprensa me perguntou como estava sendo o comportamento do prefeito Hélio Peluffo com relação ao episódio envolvendo o presidente Bolsonaro. O prefeito é do PSDB e o seu líder é o governador tucano Reinaldo Azambuja que, por sua vez, é fiel ao comando nacional do partido. Mas acredito que o Hélio Peluffo, esperto como ele só, vai esperar acontecer para depois se manifestar.

J. N. Oliveira[email protected]

Comentários