Agronegócio

Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar

Governo federal irá pedir diminuição da dependência das importações de leite da Argentina e Uruguai

21/01/2019 06h10 - Correio do Estado

 
A meta é fomentar o mercado leiteiro interno e garantir mais competitividade aos produtores locais - Foto: DIVULGAÇÃOA meta é fomentar o mercado leiteiro interno e garantir mais competitividade aos produtores locais - Foto: DIVULGAÇÃO

O governo federal garantiu que irá fortalecer a cadeia do leite e a agricultura familiar. A ministra da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, esteve reunida ontem com produtores e empresários no Sindicato Rural de Campo Grande para debater o futuro do setor no Estado.

Dentre as pautas que serão encaminhadas nos próximos meses está a diminuição da dependência das importações de leite da Argentina e Uruguai. A meta é fomentar o mercado interno e garantir mais competitividade aos produtores locais.

A ministra garantiu que o acordo bilateral desta importação com os países vizinhos será rediscutido. A premissa é criar cotas privadas para o produto que chega ao Brasil e, ao mesmo tempo em que busca reposicionar o mercado, reduzir custos de produção e aumentando as exportações e o consumo interno.

Tereza Cristina ainda cobrou mais iniciativas do setor para apontar soluções que se traduzam em mais profissionalismo e menor preço dos insumos.

Para o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, afirma que cadeia produtiva do leite de Mato Grosso do Sul tem muito a ganhar com a política que o atual governo federal pretende desenvolver.

"Foi uma reunião extremamente positiva, onde ficou claro que o governo brasileiro colocou a cadeia do leite como prioridade e estratégica, buscando, ao mesmo tempo, um reposicionamento do setor e maior integração com o produtor e a indústria."

No entanto, ele concordou com a ministra. "Mas sem paternalismo ou tutela, o mercado tem que buscar as soluções. O Governo do Estado tem dado os instrumentos para fortalecer a expandir a produção."

Envie seu Comentário