Perícia Criminal

Comissão do TJMS contribui para aperfeiçoamento de perícia criminal

Para que isso fosse possível, a Comissão de Alienação de Bens Apreendidos em Ações Penais da Justiça Estadual, vinculada à Corregedoria-Geral de Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, cujo Corregedor-Geral é o Des. Carlos Eduardo Contar, cedeu alguns veículos que não poderiam ser leiloados.

20/10/2018 11h40 - TJMS

Termina na sexta-feira (19), em Bonito, o Seminário Nacional de Perícia de Crimes de Trânsito e de Identificação Veicular que, nessa edição, trouxe uma novidade: a realização de crash tests (teste de colisão).

Para que isso fosse possível, a Comissão de Alienação de Bens Apreendidos em Ações Penais da Justiça Estadual, vinculada à Corregedoria-Geral de Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, cujo Corregedor-Geral é o Des. Carlos Eduardo Contar, cedeu alguns veículos que não poderiam ser leiloados.

O juiz auxiliar da Corregedoria, Fernando Paes de Campos, explicou que quando veículos são roubados e a numeração nos blocos do motor/chassi são adulterados, e mesmo com a perícia não se consegue identificar a numeração original do veículo, ele não pode ser leiloado para rodar e tem que ser destruído e vendido como sucata. Isto decorre da lei, para não incentivar o comércio ilegal de peças.

"Como a identificação daqueles veículos não foi possível, a comissão deliberou por cedê-los para serem utilizados no seminário, permitindo que os profissionais tenham um treinamento mais próximo do real, de situações que enfrentam diariamente. A Corregedoria Geral de Justiça atua de várias formas e essa é apenas uma delas", explicou o juiz.

Saiba mais – Em três dias de evento, 230 profissionais de diferentes estados brasileiros e da América Latina tiveram a oportunidade de aprender importantes informações técnicas, aprimorando o trabalho no local do crime ou acidente.

Os resultados devem refletir no aprimoramento de laudos periciais de trânsito, preservação das cenas de crime e atendimento às vítimas de acidentes. Conduzidos pelo norte-americano Rusty Right, diretor do CSI (Collision Safety Institute), quatro veículos foram utilizados no estudo de impacto contra pedestre, ciclista e com outros carros durante a etapa prática dos seminários.

O XI Seminário Nacional de Perícia de Crimes de Trânsito e o XIII Seminário Nacional em Identificação Veicular são realizados pelo Sindicato dos Peritos Oficiais Forenses do Estado de MS (Sinpof-MS), sendo promovidos pela Associação Brasileira de Criminalística (ABC) e patrocinados pelas empresas Regula e Faro Technologies.

Apoiaram os eventos o Tribunal de Justiça de MS, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de MS (Sejusp), a Coordenadoria Geral de Perícias de MS e o governo estadual.

Envie seu Comentário