Comemoração

Universidade de medicina UASS promove "Rodada de tereré" neste sábado, dia 23

O evento tem início às 9h30min

22/02/2019 22h - DN

 

Em comemoração ao dia Nacional do Tereré festejado no Paraguai, a UASS (Universidad Autónoma San Sebastián) da cidade de Pedro Juan Caballero fronteira com Ponta Porã, organiza uma Rodada de Tereré neste sábado, dia 23, a partir das 9h30min, na sede da Universidade localizada na Rua Alejo García.

A direção informa que quem quiser participar dessa festividade deve trazer já o seu tereré para a faculdade para a degustação, lembrando ainda que haverá sorteio de prêmios para todos que participarem da Rodada de tereré.

O site Pontaporainforma doou uma linda garrafa térmica personalizada para ser sorteada entre os presentes.

ORIGEM DO TERERÉ

No blog da Erva Campanário, existem várias hipóteses que procuram explicar a origem do tereré e separamos abaixo as mais comuns.

O tereré já era consumido pelos guaranis antes mesmo da colonização europeia

Essa versão diz que o tereré já era consumido antes da colonização europeia promovida por portugueses e espanhóis, na região que hoje compreende Mato Grosso do Sul, Paraguai e Argentina. O tereré teria sido inventado pelos povos guaranis (tanto guaranis nhandevas como guaranis kaiowás) e por etnias chaquenhas.

De acordo com essa hipótese, os jesuítas aprenderam através dos nativos os efeitos revigorantes da erva mate, pelo fato de ser rica em cafeína, e que ela matava a sede mais do que a água pura.

Além usar a erva mate como bebida, os nativos também fumavam a folha bruta da erva e usavam-na como rapé.

O tereré foi inventado durante a Guerra do Chaco

Outra hipótese é que o tereré teria sido inventado durante a Guerra do Chaco (1932-1935), quando as tropas paraguaias começaram a beber a infusão fria e não mais quente, para não precisar acender fogueiras que poderiam denunciar sua posição. Segundo relatos da época, isso possivelmente aconteceu na região de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, que na época, pertencia ao Paraguai.

Teria sido inventado por mensú

Segundo esta hipótese, o tereré teria sido inventado por mensú (escravos utilizados na colheita da erva mate no Paraguai e na Argentina que existiram até meados do séculos XX). Eles teriam sido surpreendidos por capangas fazendo fogo para tomar mate e seriam, então, brutalmente torturados. Para evitar a tortura, eles escolheram se alistar em fileiras do exército paraguaio, introduzindo dessa forma, este costume no exército.

Os indígenas utilizavam a erva para filtrar a água

Os indígenas, ao levarem o gado de um lugar para outro em comitivas, usariam a erva para coar a água dos rios que era bebida por eles, de modo a evitar a esquistossomose.

Enfim, mas o que sabemos mesmo é que o tereré é uma bebida que tem uma história muito rica e faz parte da cultura da região de fronteira do Paraguai, Argentina e Brasil, e por aqui tem conquistado cada vez mais adeptos.

O leitor ainda pode conferir um pouco mais sobre o tereré Clicando aqui

 

Envie seu Comentário