06/03/2018 12h10

Vistoria do MPE encontra escolas em situação de risco e até leite vencido

A operação achou paredes mofadas e problemas graves de infiltração. Um ônibus escolar chegou a ser apreendido pelas equipes.

Campograndenews
 
 
Paredes mofadas, telhas faltando e móveis sucateados foram encontrados pelo MPE nas escolas (Foto: Divulgação)Paredes mofadas, telhas faltando e móveis sucateados foram encontrados pelo MPE nas escolas (Foto: Divulgação)

Operação realizada pelo MPE (Ministério Público Estadual) apontou irregularidades em duas escolas municipais de Bela Vista - a 322 quilômetros de Campo Grande. Telhados apodrecidos, mofo na parede, falta de funcionários e até alimentos vencidos foram encontradas pelas equipes nas instituições.

O resultado da ação denominada "Volta às Aulas" foi divulgada nesta terça-feira (6). A operação, segundo MPE, foi realizada nos dias 28 de fevereiro e 1º de março, a cargo do promotor de Justiça William Marra Silva Júnior, titular da Promotoria de Justiça de Bela Vista.

As vistorias foram feitas em duas escolas municipais, a Santa Marina e a Enir Nunes Rondão. Nos locais, foram constatadas inúmeras irregularidades, tanto nas estruturas física, como na organizacional das unidade. Salas de aula em risco de desabamento, ambiente insalubre e ainda focos de morcego e cupins, são usadas pelas crianças durante o ano letivo.

"São comuns problemas em instalações hidráulicas e elétricas, muito mofo nas paredes, estrutura de madeira das vigas e dos telhados apodrecida, apresentando acentuado risco de desabamento. As paredes encontram-se visivelmente comprometidas, também indicando iminente desmoronamento", reforçou o promotor.

Em vídeos gravados durante a operação, é possível ver problemas graves de infiltração, e salas onde telhas estão faltando alagadas pelas chuvas. Segundo o MPE, as salas não possuem iluminação e arejamento e contêm carteiras e móveis sucateados. "Os banheiros são, praticamente, inutilizáveis", destacou.

Merenda vencida -

No estoque de alimentos, havia pacotes de leite com data de validade expirada foram apreendidas e ainda foi constatado a falta de funcionários em ambas as escolas. Durante a vistoria, as equipes chegaram a presenciar a diretora de uma das unidades preparando o lanche dos alunos, por conta da ausência de merendeiro.

O setor de transporte das escolas também foram fiscalizadas e um ônibus foi apreendido por ter sido reprovado na vistoria semestral obrigatória. Segundo nota divulgada pela Ministério Público, no ano passado a promotoria de Bela Vista já havia recomendado a regularização da frota de veículos escolares para a Secretaria Municipal de Educação, o que não foi cumprido.

O MPE afirmou que a promotoria "tomará todas as providências judiciais e extrajudiciais para solucionar os diversos problemas das escolas municipais de Bela Vista".

Envie seu Comentário