09/04/2018 16h10

ANSIEDADE: Quando procurar ajuda? - por Cristiane de O. Soares Moreira

Lembre-se de que, a ansiedade é doença e precisa ser tratada

 
 

A Ansiedade é uma das emoções mais perturbadoras que as pessoas podem sentir. É, algumas vezes, chamada de medo ou nervosismo. A ansiedade pode ser provocada por qualquer motivo, pois depende da importância que o individuo dá a uma determinada situação e pode surgir em adultos ou crianças.

A Ansiedade é considerada uma doença ou problema emocional, quando ela aparece intensamente nas relações do indivíduo, causando-lhe um significativo sofrimento físico e emocional e prejuízo em seu funcionamento ocupacional (trabalho, atividades cotidianas, família, relacionamentos íntimos e sociais, entre outros).

Os sintomas da ansiedade podem ser físicos e também psicológicos:

• Sintomas Físicos: batimento cardíaco acelerado; boca seca; cansaço fácil; dificuldade para engolir ou "bola na garganta"; esquiva de lugares que estimulam a ansiedade; facilmente assustado;inquietação; náusea, diarréia ou problemas estomacais; tensão muscular, dores musculares; transpiração não devido ao calor; mãos suadas; tremores, espasmos musculares;

• Sintomas Psicológicos: dificuldade de concentração; dificuldade de pegar no sono ou dormir; incapacidade de lidar com dificuldades; irritabilidade; nervosismo; pensamentos freqüentes de perigo; pensamentos freqüentes de que algo terrível irá acontecer; preocupação frequente.

O que pode causar ansiedade?

Como toda condição psíquica, apenas a análise da história e do modo de vida do paciente vão indicar caminhos para entender as origens do problema. Muitas questões podem estar envolvidas, como fatores genéticos, situações do passado e vivências atuais. Pessoas que passaram por traumas importantes na sua vida podem estar mais propensas a desenvolver o transtorno de ansiedade.

Sabe-se que há também a influência da genética familiar. Além disso, quem se expõe a ambientes de muita pressão, como trabalhos estressantes ou cidades violentas, também está mais vulnerável à ansiedade excessiva.

Estratégias para controlar a ansiedade

• Sessões de Psicoterapia: A psicoterapia é um tratamento colaborativo baseado na relação entre um indivíduo e um psicólogo. Você e seu psicólogo trabalharão juntos para identificar e mudar os padrões de pensamento e comportamento que o impedem de sentir o seu melhor.

• Praticar atividade física: Reserve um tempo para uma caminhada, corrida ou qualquer atividade física que te proporcione prazer. Aumenta o bem-estar, a disposição para atividades do dia a dia e a produtividade no trabalho. Também diminui a insônia e melhora a saúde mental, prevenindo a depressão.

• Ouvir música: A música ajuda relaxar, extravasar, expressar, dançar, celebrar, interiorizar, descansar…

• Manter uma alimentação saudável: Um cérebro saudável é a primeira linha de defesa contra a ansiedade, depressão e outros transtornos do humor. Algumas vitaminas são necessárias para a formação de neurotransmissores que estimulam o humor, enquanto outras fornecem energia para células cerebrais ou as protegem de danos.

Lembre-se de que, a ansiedade é doença e precisa ser tratada. É possível controlar os sintomas com psicoterapia e medicação adequada. Por isso, ter o acompanhamento de um psicólogo é um passo essencial para recuperar o bem-estar mental e físico para sentir-se pleno e saudável novamente.

Psicóloga Cristiane de O. Soares Moreira

CRP: 14/03501-8

(67) 99228-5851

Envie seu Comentário