Leia o Informe JN desse semana

Com João Natalício

19/02/2019 09h20 - DN

 

NOVO BOLSONARO

  • Dia desses, no meio de uma discussão a respeito das próximas eleições municipais, enquanto algumas vozes afirmavam que o prefeito Hélio Peluffo seria reeleito com a maior facilidade pela falta de candidatos em condições de enfrenta-lo nas urnas, outras argumentavam ao contrário: "É só aparecer um candidato estilo Bolsonaro para mudar a história política de Ponta Porã".

  • Isso mesmo. De repente, pode surgir no pedaço um Bolsonaro tupiniquim e dificultar as coisas para a provável reeleição do Helinho. Por enquanto esses perigosos (as) ainda não apareceram. Os dois integrantes do partido do presidente da República (um homem e uma mulher) ainda não se manifestaram e essa possibilidade de candidatura parece que não está empolgando ninguém.

MDB SIM

  • Engana-se quem imaginar que o vereador Farid Afif poderá ser o candidato do MDB destinado a enfrentar o prefeito Hélio Peluffo (PSDB) nas urnas em 2020. O dito-cujo do partido de Puccinelli e do Chiquito para disputar a Prefeitura na próxima eleição será o advogado e também vereador, Daniel Marques. Segundo consta, ele já estaria pronto para a batalha, inclusive com o dindim necessário para a campanha eleitoral.

  • Nesse caso, o MDB de Ponta Porã já estaria com três pré-candidatos a prefeito do município em 2020: Farid Afif, Daniel Marques e o glorioso Brunoí. Um deles será o escolhido para tentar atrapalhar o projeto da reeleição do prefeito Hélio Peluffo, até o momento sem adversários na cidade. Como em política tudo pode acontecer, só nos resta aguardar o que pode vir por aí...

SEM APITO

  • Para quem está perguntando que apito o vereador Otaviano Cardoso (PSDB) vai assoprar nessa eleição para prefeito de Ponta Porã, vamos tentar responder: tudo vai depender do seu estado se saúde. Mas como ele é um homem de muita fé, o Otaviano Cardoso será logo reestabelecido. O problema é a sua condição política. Para ele ser candidato a prefeito, ele deverá deixar o PSDB. Não sei se ele está preparado para correr esse risco.

  • Falar em risco, o vice-prefeito Caio Augusto vai brigar pelo comando do PSD em Ponta Porã ou vai decidir pela conciliação? A parada não vai ser fácil, mas nada melhor do que uma boa conversa, situação em que o vice é especialista.

DISCORDÂNCIA

  • Esta semana ouvi duas discordâncias surpreendentes a respeito dos últimos acontecimentos. Primeiro, fiquei surpreso com o comportamento de um petista juramentado que eu conheci em Dourados quando ele trabalhava numa emissora de rádio naquela cidade. De repente, o moço muda de opinião da noite para o dia. Outrora ardente defensor do Lula, agora está defendendo o Governo de Jair Bolsonaro e torcendo para que o seu antigo líder continue na prisão por tempo indeterminado.

  • Por outro lado, também esta semana, conversei com dois vereadores bolsonaristas de estrela na testa que estavam criticando a sentença exagerada da juíza da Lava Jato condenando o ex-presidente Lula a 12 anos e 11 meses de prisão no processo do Sítio de Atibaia. Segundo eles, foi muito holofote para uma sentença só e que poderia ser muito menor. Se o sítio não tinha dono, então que confiscassem a propriedade como finalmente aconteceu.

  • Os dois parlamentares fronteiriços concordam que o ex-presidente Lula não é santo, cometeu muitos erros e falcatruas, mas a Justiça deve considerar que o Luiz Inácio Lula da Silva prestou grandes serviços à nação brasileira em seu primeiro mandato como presidente. E agora quem está com a razão? O médium João de Deus, que também está no xilindró, acho que não é.

PRIORITÁRIOS

  • Um apelo para o secretário de Segurança Pública do Município, Marcelino Nunes de Oliveira: aperta o cerco aos gerentes de bancos, supermercados e órgãos públicos que não estão obedecendo a lei de total atenção aos prioritários (idosos, deficientes físicos, grávidas e outros). Ninguém está obedecendo a determinação de respeitar as vagas para os prioritários, principalmente os motoristas de Pedro Juan Caballero que se julgam os donos do trânsito em Ponta Porã.

  • Detalhe: a sinalização nesses lugares mencionados estão falhas, apagadas, apenas nas calçadas e pouco observadas pelos motoristas que preferem as placas com as indicações à vista de todos. Uma providência para o Secretário Municipal de Segurança Pública, o Sérgio Moro da fronteira.

J. N. Oliveira

jndeoliveira@jnnoticiaspp.com.br

Envie seu Comentário